sábado, 31 de março de 2012

Volkswagen descarta nova fábrica e decide ampliar planta de Taubaté


Unidade terá sua produção estendida para receber novo modelo.
Montadora investirá R$ 8,7 bilhões no país até 2016.

Do G1, em São Paulo
A Volkswagen do Brasil anunciou nesta quinta-feira (29) que será Taubaté, em São Paulo, a unidade fabril que receberá investimentos para ampliar sua capacidade produtiva. O aporte virá dos R$ 8,7 bilhões que a empresa promete investir no país até 2016 – o valor exato que a planta de Taubaté receberá, no entanto, não foi revelado.
A escolha por ampliar Taubaté descarta a construção de uma nova fábrica da marca no país, possibilidade que outrora chegou a ser considerada – e pleiteada por vários estados. “As regiões que não têm parque de fornecedores instalados são as que mais dão benefícios fiscais. O que é natural, uma coisa tem que compensar a outra. Mas ainda nada foi decidido. Uma fábrica é uma decisão para 100 anos, existem mais de 200 itens para avaliarmos sobre o assunto, fora a questão financeira”, chegou a afirmar, em dezembro, o presidente da Volkswagen do Brasil, Thomas Schmall.
O compacto Up!, já confirmado para o mercado brasileiro, deverá ser o modelo a ser produzido na planta de Taubaté, concluídas suas ampliações.
Segundo comunicado da empresa, a escolha só foi possível após a “consolidação do Acordo Trabalhista desenvolvido em conjunto com os sindicatos dos trabalhadores das unidades Anchieta (São Bernardo do Campo) e Taubaté, que garantiu a alocação de novos produtos para essas unidades”.
Na fábrica de Taubaté atualmente são produzidos os modelos Gol e Voyage. A Volkswagen ainda conta com as plantas de São Bernardo do Campo e São Carlos, em São Paulo; e São José dos Pinhais, no Paraná.

'Capital do chocolate', Gramado leva ovos gigantes e coelhos para as ruas


Chocofest é realizada na cidade da Serra até o domingo de Páscoa.
Além de provar chocolates, turistas podem conferir desfiles.

Do G1 RS, com informações da RBS TV

Ovos decorados estão espalhados pelas ruas de Gramado (Foto: Eduardo Saueressig/Divulgação)Ovos decorados estão espalhados pelas ruas de
Gramado (Foto: Eduardo Saueressig/Divulgação)
Conhecida como a capital brasileira do chocolate artesanal, Gramado coloriu as ruas com ovos gigantes, coelhos e guloseimas para atrair turistas na época de Páscoa. Somente nos primeiros quatro dias da Chocofest, a cidade da Serra do Rio Grande do Sul recebeu 120 mil visitantes, de acordo com a organização. Novidade deste ano, os ovos pintados colocados nas ruas encantam os turistas. Feitos por artistas da região, serão leiloados.
Quem mora na cidade já se acostumou às mudanças de cenário: em dezembro, Gramado se veste de vermelho para o Natal Luz. A decoração mudou desde o dia 22 de março, quando Gramado se transformou na casa do casal de coelhos Conde Guloseima e Condessa Doçura. Fantasiados, os personagens são apenas uma das atrações da festa para as crianças. O Planeta Chocolate, instalado na tradicional Rua Coberta, abriga oficinas, brincadeiras e até caça ao ninho.
Carro alegórico para o desfile em Gramado (Foto: Divulgação/Chocofest)Carro alegórico para o desfile em Gramado (Foto: Divulgação/Chocofest)
A festa também movimenta as 30 fábricas da cidade, onde quase toda a produção é feita manualmente. A previsão é de que 1,2 mil toneladas de chocolate sejam produzidas na época da Páscoa - estoque para atender os cerca de 400 mil visitantes que são esperados em Gramado em dois meses. "Gramado é lindo, totalmente diferente. Muito bom conhecer", elogia a aposentada Maria Nunes, de Maceió (AL).
Vestido de noiva feito de chocolate foi apresentado em desfile (Foto: Divulgação/Senac)Vestido de noiva feito de chocolate foi apresentado
em desfile (Foto: Divulgação/Senac)
Em outra das atrações, modelos desfilaram com roupas feitas de chocolate. As peças "doces" foram desenhadas pelo coordenador de moda e beleza do Senac-RS, Márcio Weiss, com o apoio da unidade de Novo Hamburgo e da equipe de gastronomia da Faculdade de Tecnologia do Senac-RS, Caxias do Sul e Pelotas.  A temática do desfile "Universo Polar" alerta para os efeitos causados pelo aquecimento global, onde a cor e textura do chocolate branco remetem a calotas polares e o brilho dos acessórios faz  referência a cristais de gelo.
No segundo fim de semana de atrações, o destaque de sábado (31) fica por conta do desfile "Um ChocoAmor à Terra", com seis carros alegóricos e 350 pessoas no elenco, na Avenida das Hortênsias, a partir das 17h. Os ingressos custam R$ 30 reais

Tendência da moda, esmalte ganha 'clube' em Vitória


Grupo de amigas se reúne semanalmente para discutir novidades.
Acervo do grupo de mulheres tem mais de 400 esmaltes.

Do G1 ES

A popularização das tendências do mundo da moda está, literalmente, nas mãos das mulheres. Em Vitória, um grupo de amigas apaixonadas por esmaltes decidiu criar um “clube” para discutir o assunto e testar as novidades do produto.
“No carnaval, nos reunimos e vimos que cada uma tinha um kit de esmaltes. Foi aí que passamos a compartilhar umas com as outras e, agora, nos encontramos todas as quintas-feiras”, contou uma das integrantes do clube do esmalte Cristiane Victória.
Com mais de 400 vidros do produto, de diversas cores e marcas, as meninas buscam agradar a grande diversidade de gostos presente no meio da moda. “Levamos todas as novidades para as reuniões e, na hora de misturar as cores, temos um certo critério para deixar a combinação bem colorida e, ao mesmo tempo, harmônica”, afirmou a produtora de moda Priscila Karen.
Para auxiliar nas ideias, as integrantes do clube buscam na internet as novas tendências e fazem os testes em suas próprias unhas. Segundo a empresária Flávia Peçanha, os encontros são uma oportunidade de aprendizado e descontração. “Nós interagimos bastante, fazemos experiências e, além, disso, ficamos bonitas”, disse.

Peixe vivo é estratégia de venda do produto em Divinópolis, MG


Peixes ficam em uma espécie de aquário.
Clientes escolhem e levam o alimento limpo e cortado para casa.

Do G1 Triângulo Mineiro

Na tentativa de aumentar as vendas de peixe no período da Quaresma, o dono de uma peixaria em Divinópolis, no Centro-Oeste do estado, investiu em uma estratégia para atrair os clientes. Ele oferece os peixes ainda vivos e o cliente escolhe qual quer levar para casa.
O sistema funciona como um aquário. É o bombeamento da água que garante o oxigênio para os peixes. E do próprio local o produto sai limpo e cortado, pronto para ir para a panela. “É uma alternativa que tem atraído clientes”, disse Gilson Máximo Santos.

O cliente dele Ademir Ozalpino de Souza garante o peixe pelo menos três vezes por semana. “Tenho um restaurante e prefiro comprar aqui, sempre fresquinho”, disse.
Para a dentista Paula Andréa Vasconcelos, a época da Quaresma é ideal  para comer alimentos mais saudáveis. “Conseguimos comprar alimentos frescos, melhor para a saúde”, disse.

Constantes assaltos a fazendas assustam moradores em MG


Na região de Uberaba foram registrados 170 ocorrências entre 2010 e 2011.
Sistemas como mapeamento e instalação de GPS podem auxiliar a polícia.

Luiz Vieira Do G1 Triângulo Mineiro

Moradores do campo pedem ajuda da polícia (Foto: Reprodução/TV Integração)Moradores do campo pedem ajuda da polícia (Foto:
Reprodução/TV Integração)
A violência que chegou ao campo no Triângulo Mineiro, no Alto Paranaíba e no Centro-Oeste do estado tem preocupado os moradores, principalmente pela falta de assistência da polícia, que muitas vezes fica na cidade. Em algumas regiões, para tentar combater o crime a polícia investiu em sistemas como mapeamento da zona rural ou o GPS para chegar mais rapidamente às fazendas.
Na última quarta-feira (28) a polícia do Alto Paranaíba registrou um assalto a uma fazenda em São Gotardo e, em Carmo do Paranaíba, foi apreendido um trator e implementos agrícolas, além de cabeças de gado, que podem ser produtos de furto à fazendas. Mas estas ocorrências têm se tornado comuns no interior. Dados do 4º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Uberaba, no Triângulo Mineiro, apontaram que entre 2010 e 2011 foram registradas 170 ocorrências entre assaltos, furtos e roubos na região. Por isso, a PM investiu em um novo sistema que irá ajudar no atendimento rápido às comunidades: o mapeamento da zona rural.
Segundo o chefe da seção de planejamento de emprego operacional da PM, Marcos César Rodrigues Alves, o novo projeto está em implantação e deve melhorar o policiamento na zona rural da região. Trata-se de um banco de dados que irá mapear áreas por zonas e números, além de cadastrar as estradas rurais da região. A ideia é de que, com isso, o tempo de resposta no atendimento das ocorrências seja mais rápido. A primeira parte do cadastramento das comunidades rurais deve ser concluída nas próximas semanas e já será utilizado pela PM.
Segundo tenente sistem de mapeamento está sendo implantado (Foto: Luiz Vieira)Tenente diz que mudanças estão sendo feitas para
reforçar a segurança (Foto: Luiz Vieira)
"Cada residência rural está sendo cadastrada com números e placas. Com o banco de dados, assim que a pessoa acionar a polícia e identificar a fazenda saberemos qual é o local de forma rápida e exata. Outras cidades já investiram neste sistema e conseguiram melhorar a segurança”, afirmou Alves.
O presidente do Sindicato Rural de Uberabax, Rivaldo Machado Borges Júnior, acredita que o mapeamento da zona rural vai ajudar a melhorar a segurança no campo. Ele já foi vítima de assalto duas vezes na propriedade dele.
“Com a onda de assalto, tivemos que fazer algumas mudanças para reforçar a segurança. Hoje, o perfil do crime no campo mudou. Os bandidos levam desde defensivos agrícolas até gado. Acredito que este mapeamento irá contribuir para reforçar a segurança”, comentou.
Para o produtor rural Armando Costa, de Campo Florido, uma das cidades atendidas pelo 4º Batalhão da Polícia Militar de Uberaba,  a segurança no campo precisa de investimentos. Após ser assaltado na fazenda dele por cinco homens armados no ano passado, ele e a esposa se mudaram para a cidade. Agora ele só volta para a fazenda apenas para trabalhar.
“Minha casa foi inteira roubada. Eu e minha mulher ficamos na mira dos bandidos por mais de cinco horas. As cinco pessoas que nos renderam entraram na propriedade fortemente armados e foram embora tranquilamente. Muitos deles estavam sem máscara nenhuma e não tinham medo. Levaram o carro da minha esposa, que alguns dias depois foi encontrado depenado, mas além disso levaram minha segurança”, disse.

Atualmente, ele luta pela instalação de uma Patrulha Rural em Campo Florido. “Chamava a polícia e sentia essa dificuldade no atendimento. Acho que a região precisa de investimento no policiamento. Estamos fazendo reuniões e procurando empresários e outros produtores da região para lutar por uma patrulha rural”, ressaltou.
GPS ajuda na localização na hora de atender ocorrências. (Foto: Reprodução/TV Integração)GPS ajuda na localização na hora de atender
ocorrências. (Foto: Reprodução/TV Integração)
Número de ocorrências diminuiu em Araguari após GPS
Em Araguari, no Triângulo Mineiro, de janeiro a setembro de 2011 foram registradas 113 ocorrências pela Polícia Militar, apenas duas a menos do que no mesmo período de 2010. Mas esta tímida redução já era apontada como reflexo de mais uma ferramenta no trabalho da polícia no campo. Isso por causa do georreferenciamento. Em um ano e oito meses, 4.252 fazendas foram identificadas e as coordenadas que localizam cada uma estão numa apostila e, com a ajuda do GPS, chegar até o local em caso de alguma ocorrência ficou bem mais fácil.
E desde a implantação do sistema na região já foi possível reduzir a criminalidade em 40%, segundo a PM. Para o comandante da Patrulha Rural na região, Marcos Antônio Souza, o mapeamento auxiliou na descoberta de rotas inteligentes. “O sistema é essencial até para saber as rotas de fuga dos bandidos e assim atuar com maior precisão”, concluiu.

Para aumentar segurança, Ufla investe R$ 700 mil em câmeras


Foram instaladas 218 câmeras na universidade.
Só neste ano já foram registradas 36 ocorrências na instituição.

Do G1 Sul de Minas

A preocupação com a segurança faz com que cada vez mais empresários usem câmeras de circuito interno no comércio. Prefeituras também têm instalado os equipamentos nas cidades. Agora são as instituições públicas que vêm se utilizando desse recurso. No campus da Ufla, a Universidade Federal de Lavras, por exemplo, foram instaladas 218 câmeras.
Os equipamentos foram espalhados por várias partes da universidade, como nos prédios e na área externa. O investimento para tentar melhorar a segurança foi de cerca de R$ 700 mil. Em 2012, já foram registradas 36 ocorrências na universidade, como danos contra o patrimônio e acidentes de trânsito.
Em maio de 2010, um aparelho de data show e três notebooks foram furtados da universidade e encontrados com dois alunos, que foram desligados da Ufla. Em junho do mesmo ano, foi a vez de uma tentativa de assalto. Os vigilantes do campus foram rendidos por assaltantes armados que tentaram arrombar um caixa eletrônico. Eles fugiram com a chegada da Polícia Militar, que fazia uma ronda na área.
As novas câmeras da Ufla são controladas por seis operadores de videosegurança, que fazem o trabalho por 24 horas. Os equipamentos contam com um zoom de 32 vezes e um alcance de cinco quilômetros. Quando anoitece, as câmeras também funcionam, no modo noturno. As imagens ficam gravadas e só podem ser acessadas em caso de processos administrativos ou judiciais.

Preço de produtos típicos da Páscoa cai na Grande BH, diz pesquisa


Bacalhau saith teve queda de 3%.
Alguns ovos de páscoa estão 13% mais baratos.

Do G1 MG

A uma semana da Páscoa, produtos típicos da Semana Santa, como o ovo de chocolate e o bacalhau, estão mais baratos na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Uma pesquisa aponta que os preços sofreram queda nos últimos dias.
De acordo com o levantamento, desde o início da Quaresma, o preço do bacalhau saith caiu 3%, mas a variação do valor pago pelo produto chega a 201% na Grande BH. O quilo pode custar de R$ 15,90 a R$ 48. A pesquisa completa está disponível no site.
O preço médio dos ovos de Páscoa também caiu. Alguns estão até 13% mais baratos em reação à primeira semana de março. Mas a pesquisa alerta para a variação no valor do produto. Um ovo da mesma marca e tamanho pode custar entre R$ 20,50 centavos até R$ 41,98, o que corresponde a uma diferença de 104%

Manifesto em Fernando de Noronha pede proteção para manguezais


Moradores e turistas protestaram contra o texto do novo Código Florestal.
Ação terminou com abraço simbólico ao único mangue do arquipélago.

Ana Clara Marinho Da Globo Nordeste
Manifesto em defesa dos manguezais, em Fernando de Noronha (Foto: Ana Clara Marinho / Globo Nordeste)Manifestantes dançam ciranda durante protesto
Foto: Ana Clara Marinho / Globo Nordeste)
Representantes de entidades de preservação ambiental, moradores e turistas participaram de um manifesto em Fernando de Noronha, neste sábado (31). A ação pede a defesa dos mangues em todo o Brasil e protesta contra o novo Código Florestal, que está tramitando no Congresso. Os ambientalistas criticam o texto da nova lei, que pode liberar até 35% dos manguezais para o cultivo de camarão. ”Precisamos proteger nossas florestas, ameaçadas pelos políticos. Esse deveria se chamar novo código rural e não florestal”, opinou o professor Universidade de Pernambuco (UPE) Clemente Coelho, especialista em estudo dos mangues e organizador do evento.

Com faixas e cartazes, os simpatizantes da causa fizeram uma passeata pela rodovia BR-363, acompanhados pelo batuque do Maracatu Nação Noronha e ao som das músicas de Chico Science. Eles seguiram até a Praia do Sueste, onde está localizado o único mangue em ilhas oceânicas do Atlântico Sul. Esse mangue tem ao todo um hectare e está na área do Parque Nacional Marinho.

O turista Cláudio Moraes, do Rio de Janeiro, disse que soube do protesto e resolveu participar. "Eu não tinha conhecimento da alteração da lei, soube aqui em Noronha, por isso achei importante vir ao ato”, disse o visitante. Thânia Brito é moradora da ilha. Ela também não tinha informações sobre a mudança no Código, mas foi convidada a aderir à causa a aceitou. “Eu conduzi uma faixa, estou com o braço dolorido, mas valeu a pena”, comemorou a moradora.

No Sueste, os participantes dançaram ciranda, cantaram e deram um abraço simbólico no mangue. O padre Glênio Guimarães também participou do ato, pediu paz e uniu todos ao rezar um Pai Nosso. O religioso rogou pela preservação do meio ambiente. O manifesto, que começou com pouco mais de 20 integrantes, conseguiu juntar quase 300 pessoas no final.
Os manifestantes foram convidados para ver a abertura de um ninho de tartarugas, também na Praia do Sueste. Esta é a primeira vez, desde a criação do Projeto Tartarugas Marinhas (Tamar), em 1984, que os pesquisadores registram o nascimento de tartarugas nesta praia. “Este ninho levou 58 dias para eclodir e isso aconteceu logo hoje, data do manifesto. É um sinal da natureza” disse Rafael Robles, coordenador do Tamar.

Em PE, Estaleiro Atlântico Sul inicia provas de mar do navio João Cândido


Teste inclui verificação das condições operacionais do petroleiro.
A saída do cais foi realizada na manhã deste sábado (31).

Do G1 PE

João Cândido é a primeira embarcação produzida pelo Estaleiro Atlântico Sul  (Foto: Divulgação )João Cândido é a primeira embarcação produzida
pelo Estaleiro Atlântico Sul (Foto: Divulgação )
Técnicos do Estaleiro Atlântico Sul, em Suape, no município de Ipojuca, no Litoral Sul do estado, iniciaram neste sábado (31) as provas no mar do Petroleiro João Cândido, a primeira embarcação produzida pelo estaleiro, do tipo Suezmax. A saída do cais foi realizada pela manhã, com ajuda de rebocadores. O João Cândido seguiu para a uma distância de quase nove quilômetros da costa.
No total, 120 técnicos estiveram a bordo do navio. As provas de mar incluem testes estruturais dos tanques de carga e a verificação das condições operacionais dos sistemas do navio. De acordo com a empresa, essas provas são uma rotina no processo de construção naval e devem durar cerca de duas semanas. Nos próximos testes, o petroleiro vai se deslocar ao longo da costa da região Nordeste, num trecho entre as cidades de Natal e Maceió, em data ainda não divulgada.

Depois da fase de testes, serão feitos os ajustes finais no navio para que ele seja entregue à Transpetro. O lançamento oficial do petroleiro ao mar aconteceu em março de 2010, com a presença do então presidente Lula. Na época, o navio foi levado para o cais onde foi finalizado.

Quatro mulheres perdem visão após cirurgia de catarata em Caruaru, PE


Elas foram submetidas ao procedimento, quando contraíram uma infecção.
Bloco cirúrgico da unidade onde elas foram operadas foi interditado.

Do G1 PE

 Quatro mulheres perderam a visão de um dos olhos após cirurgias para a retirada de catarata, no município de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Elas foram submetidas à operação na última quarta-feira (28), no Instituto da Visão de Pernambuco. Após o procedimento, as mulheres apresentaram um grave de infecção, provavelmente devido uma bactéria.

Por conta disso, as mulheres foram encaminhadas para o Hospital de Olhos de Pernambuco, no Recife, e já tiveram alta. De acordo com o hospital, as pacientes chegaram à unidade em estado grave e a equipe não conseguiu recuperar visão delas. Ainda segundo a unidade, o quadro é irreversível. No total, 15 pessoas trabalharam durante17 horas para tentar reverter o quadro, mas sem sucesso.

O bloco cirúrgico do Instituto da Visão de Pernambuco foi interditado pela Vigilância Sanitária do município na sexta-feira (30). O diretor do Departamento de Vigilância e Saúde, Paulo Florêncio, afirmou que, apesar da interdição, nada de irregular foi encontrado no local. “Aparentemente, as condições físicas, estruturais e de equipamentos estavam normais. Não podemos dizer da técnica, do procedimento. Não encontramos nada que a gente pudesse desconfiar. O bloco ficou interditado e só vai ser desinterditado quando chegarmos à causa desse problema para não prejudicar outras pessoas. Estamos esperando os resultados dos exames no Recife. Quando tivermos com eles, vamos tentar chegar a alguma conclusão do caso. Qualquer suposição é irresponsável. Temos que estudar antes de fazer qualquer coisa”, afirmou.

No Recife, será realizado um exame com o material recolhido dos olhos das pacientes para averiguar o caso. As pacientes estão recebendo atendimento por conta do Instituto da Visão de Pernambuco. O médico Renato Lira, um dos sócios da unidade, não quis dar entrevista e afirmou apenas que quer concluir a etapa de apoio aos pacientes e famílias. Na próxima segunda-feira (2), ele fará uma reunião com o advogado, para, então, se pronunciar sobre o caso.

Fábrica inaugurada em Passo Fundo, RS, deve gerar mais de mil empregos


Fabricante de guindastes Manitowoc instalou sua primeira planta no Brasil.
Multinacional traz expectativa de novos investimentos para a região.

Janice Santos Da RBS TV

Foi inaugurada na manhã deste sábado (31) a fábrica de guindastes da empresa Manitowoc em Passo Fundo, na Região Noroeste do Rio Grande do Sul. Com investimento total de R$ 75 milhões, a empresa deve gerar mais de mil empregos diretos e indiretos na região até 2014.
A solenidade de abertura reuniu a direção da empresa multinacional, convidados e autoridades, entre eles o governador Tarso Genro e o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia. Após as formalidades, os diretores da empresa visitaram a fábrica com os convidados.
Primeira planta da empresa na América Latina, a fábrica está instalada em uma área de 45 hectares no Distrito Industrial do bairro Valinhos. A área construída é de 30 mil metros quadrados. Nesse local, a empresa irá produzir três tipos de guindastes de alta tecnologia, com previsão de R$ 250 milhões de faturamento anual.
A Manitowoc tem sede nos Estados Unidos. A empresa possui 15 plantas industriais espalhadas por países da América do Norte e Europa, além de Japão, Índia e China. Segundo os diretores, o município de Passo Fundo foi escolhido para receber o investimento após um ano de estudos

Manaus fica no escuro por 60 minutos pela 'Hora do Planeta'


Evento acontece na capital amazonense desde 2009.
Ato acontece em todo o mundo anualmente.

Marcos Dantas Do G1 AM
Lagoa ficará no escuro durante movimento contra degradação ambiental (Foto: Manoel Vaz/Semcom)Lagoa ficará no escuro durante movimento contra
degradação ambiental (Foto: Manoel Vaz/Semcom)
Manaus participará da 'Hora do Planeta', movimento mundial organizado pela World Wildlife Fund (WWF) que tenta alertar a sociedade para problemas ambientais. Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas),  as luzes do Parque Lagoa do Japiim, na Zona Centro-Sul de Manaus, ficarão apagadas das 20h30 às 21h30. Duas mil velas serão no entorno da lagoa como forma de marcar o evento.
O principal objetivo da campanha é conscientizar a população sobre o desperdício de energia e o consumo de recursos naturais do planeta. O ato aconteceu pela primeira vez em 2006, em Sidney, na Austrália. Manaus aderiu ao movimento em 2009, e a lagoa se transformou na 'sede' oficial do evento em Manaus.
Monumentos históricos e um shopping na Zona Centro-Sul também apagarão suas luzes por 60 minutos, no evento que em Manaus é coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

Estados Unidos aumentam o preço do visto


Folha Vitória
Agência Estado
Redação Folha Vitória
Sâo Paulo - O Departamento de Estado dos Estados Unidos vai reajustar as taxas cobradas para vistos de entrada do país a partir do dia 13 de abril. Boa parte das taxas para não imigrantes terá os preços elevados, enquanto as cobradas para imigrantes terão valores reajustados para baixo. Os pedidos de autorização encaminhados até o dia 12 terão os preços mantidos, mesmo que a entrevista ocorra em uma data posterior.

As taxas de não imigrantes, que atualmente vão de US$ 14 a US$ 390, passarão a custar de US$ 15 a US$ 270, dependendo do tipo de visto. Apenas duas dessas taxas ficarão mais baratas a partir do próximo dia 13, enquanto as outras terão preços mais elevados. As taxas para turistas passarão de US$ 140 para US$ 160.

Taxas cobradas para imigrantes terão, todas elas, redução de preços, que hoje variam de US$ 305 a US$ 720 e passarão a custar de US$ 220 a US$ 405.

O Departamento de Estado alega que os reajustes são necessários para cobrir as despesas do processamento dos vistos. "As atuais taxas já não cobrem o atual custo do processo de vistos para não imigrantes", afirma o órgão, em nota. Este ano, os EUA anunciaram várias medidas para facilitar visto e acesso de brasileiros ao país, como o cartão Global Entry, que tira a necessidade de passar pela imigração.

Câmara vota em abril projeto para endurecer a Lei Seca elaborado por Ricardo Ferraço


Folha Vitória
Agência Brasil
Redação Folha Vitória
Bruno CoelhoA decisão recente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de só considerar o teste do bafômetro ou o exame de sangue como prova de embriaguez dos motoristas pode durar pouco. Um projeto de lei do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) quer evitar que os motoristas tenham a prerrogativa de se negar a fazer o teste para ficar livre de um processo judicial.
A matéria, já aprovada no Senado, deve ser posta em votação na Câmara em abril, segundo informou o presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT-RS). O projeto estabelece que imagens de vídeos ou depoimento de testemunhas também poderão servir como provas contra motoristas bebados. Com isso, o bafômetro e o exame de sangue deixam de ser as únicas provas admitidas em um possível processo judicial.
O projeto também prevê o aumento rigoroso das penas para motoristas embriagados que se envolvem em acidentes que provoquem morte ou lesão corporal de terceiros. As penas podem variar de seis meses de prisão para quem apenas for flagrado dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas a 16 anos nos casos em que o ato de dirigir bêbado resulte em acidente com morte.
As penas podem ainda ser aumentadas em até 50% do tempo de prisão se o acidente for provocado por um condutor bêbado não habilitado ou sem a carteira de habilitação correspondente ao veículo que está dirigindo; se o acidente ocorrer em locais de grande concentração de pessoas; ou se o motorista embriagado estiver transportando idosos, crianças, gestantes ou pessoas com limitação de discernimento.
“É verdadeiramente essencial que a obtenção das provas para a configuração do crime de direção sob a influência de álcool ou outras drogas volte a ser obtida não só por meio do teste do bafômetro ou de sangue, mas, em caso de recusa ao teste, também por todas as demais provas lícitas admitidas no direito”, alega Ferraço, na justificativa do projeto.

Instituto apoia decisão de investigar morte de Herzog


Folha Vitória
Agência Estado
Redação Folha Vitória
São Paulo - O Instituto Vladimir Herzog manifestou apoio à decisão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) de investigar a morte do jornalista Vladimir Herzog, ocorrida no DOI-Codi de São Paulo em 1975. A notificação da decisão foi recebida pela delegação brasileira na OEA, em Washington, e a denúncia foi entregue na terça-feira.

"A decisão de investigar o assassinato de Vladimir Herzog merece o apoio de todos aqueles que propugnam a democracia, a liberdade de expressão e os direitos humanos", diz o texto publicado nesta sexta no blog do instituto. "Essa decisão é mais uma demonstração da importância dos protestos contra esse assassinato e do valor desses protestos para a História recente do País e para seu futuro, pois foi a partir deles que começou a ruir a ditadura, para dar lugar ao regime democrático que hoje vivemos."

O texto lembra que outros países que sofreram ditaduras já foram objetos de processos semelhantes da comissão - o próprio Brasil foi condenado pela Corte pelo desaparecimento de militantes na Guerrilha do Araguaia.

"O caso emblemático do assassinato de Vladimir Herzog, por agentes da ditadura, já foi reconhecido pela Justiça, pela União e no âmbito da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos da Secretaria Nacional de Direitos Humanos. No entanto, ainda não foi investigado para determinar quais foram esses agentes, quais seus nomes, quais seus cargos", diz o texto.

"É pela ausência desses esclarecimentos que a decisão da CIDH se reveste de importância ainda maior, na medida em que traz renovado impulso à necessidade de imediata nomeação dos integrantes da Comissão da Verdade e início de sua atuação."

A Secretaria de Direitos Humanos, responsável por coordenar a resposta brasileira no caso,recebeu a notificação da OEA na quinta-feira e a enviou para apreciação da Advocacia-Geral da União. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Aracaju tem quase mil casos de dengue registrados


Coordenadora municipal de combate à dengue diz que período é de alerta.
Vírus do tipo quatro já foi identificado na capital.

Do G1 SE

 A capital sergipana tem quase mil casos de dengue registrados do início do ano até agora. E o alerta que a Secretaria da Saúde de Aracaju faz é que o vírus do tipo quatro já foi identificado na capital.
Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde, este ano já foram notificados 999 casos de dengue, sendo 229 confirmados; dois casos do tipo hemorrágico e dois de dengue com complicação. Nenhuma morte foi registrada.
Esta semana, mais um caso com complicação. Uma jovem de vinte anos está internada no hospital da Polícia Militar e precisou de transfusão de sangue. Os médicos ainda não sabem qual foi o tipo de dengue que ela contraiu.

A coordenadora municipal de combate à dengue, Taíse Cavalcanti diz que o período é de alerta, principalmente por causa do vírus tipo quatro que está circulando na capital. “A preocupação maior é que nenhuma pessoa teve contato com esse vírus. Então, qualquer pessoa tem a probabilidade de desenvolver a doença, que chegou a Sergipe em novembro do ano passado”.
O último levantamento da Secretaria da Saúde aponta que 68% dos focos do mosquito Aedes Aegypti estão em depósitos de água.

Em MS, chacareiros levam multa de R$ 20 mil por construção de represa


Represa foi construída sem autorização ambiental em Rochedo.
Ainda segundo a PMA, eles também responderão por crime ambiental.

Do G1 MS

PMA multa chacareiros em R$ 20 mil em MS (Foto: Divulgação/PMA)PMA multa chacareiros em R$ 20 mil em MS (Foto: Divulgação/PMA)
A Policia Militar Ambiental (PMA) aplicou multa de R$ 20 mil a dois proprietário de uma chácara por construção de uma represa sem autorização ambiental em Rochedo, a 89 km de Campo Grande. O flagrante ocorreu no fim da tarde de sexta-feira (30).
Segundo a PMA, a construção causou ainda a degradação de Áreas de Preservação Permanente (APP), protegidas pelo Código Florestal Brasileiro. A área ficará interditada até que os chacareiros apresentem um projeto de recuperação da área degradada, junto aos órgãos ambientais para a regularização da represa.
Ainda segundo a PMA, eles também responderão por crime ambiental de exercício de atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental e por degradação de APP.

Estabelecimentos de Cuiabá apagarão as luzes na 'Hora do Planeta'


Shoppings da cidade e a TVCA participarão da mobilização.
A ação tem início às 20h30 e deve durar uma hora.

Do G1 MT

Luzes da torre da TVCA também serão desligadas (Foto: G1 MT)Luzes da torre da TVCA também serão desligadas
(Foto: G1 MT)
Neste sábado (31), uma mobilização mundial contra o aquecimento global irá envolver mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo em prol da consciência ambiental. Trata-se “Hora do Planeta”, uma iniciativa da Rede WWF, uma das maiores organizações ambientalistas independentes do mundo, com representantes no Brasil.
A ação tem início às 20h30 (horário local de Mato Grosso) quando monumentos, praças e ícones de várias cidades irão apagar as luzes e permanecerão durante uma hora sem iluminação em pontos estratégicos dos municípios. O objetivo, segundo os organizadores, é o de se incentivar a conscientização sobre a responsabilidade de cada cidadão em relação ao consumo sustentável e a preservação do meio ambiente.
A capital de Mato Grosso e mais 80 municípios no Brasil confirmaram a participação no evento, que irá envolver governos, empresas e a população em torno da causa. Em Cuiabá, os estabelecimentos participantes são a Praça Alencastro, localizada no Centro da cidade e os shoppings Pantanal e a Três Américas, que apagarão as luzes da fachada, de toda a parte externa e da área administrativa. As luzes da torre da TV Centro América, afiliada da Rede Globo em Mato Grosso, que podem ser vistas em vários pontos da cidade, também serão apagadas.
Pela 4ª vez consecutiva, o Pantanal Shopping irá aderir à campanha, desligando as luzes da fachada, juntamente com todos os letreiros. As claraboias próximas às lojas do shopping, como também algumas luzes ao longo dos corredores do shopping e das lojas serão desligadas.
“As luzes” do site do Pantanal Shopping também já foram apagadas, em alusão ao movimento. Segundo a assessoria do Shopping, em 2011, a energia economizada poderia abastecer cerca de 170 casas populares, por uma hora. “Este ano a mobilização será maior. Estamos incentivando nossos lojistas ainda mais para que possamos atingir um resultado maior”, enfatiza a gerente de Marketing, Cíntia Tristão.
A mobilização começou como um evento isolado no ano de 2007, em uma única cidade, Sidney, na Austrália, e tornou-se uma ação global, envolvendo um bilhão de pessoas em mais de cinco mil cidades de 135 países. Alguns dos mais conhecidos monumentos mundiais, como as pirâmides do Egito, a Torre Eiffel em Paris, a Acrópole de Atenas e até mesmo a cidade de Las Vegas já ficaram no escuro durante sessenta minutos.
O ato tem o significado de chamar para uma reflexão sobre a questão ambiental e os desafios impostos pelo aquecimento global, no qual governos, empresas e a população demonstram a sua preocupação com o aquecimento global, apagando as suas luzes durante sessenta minutos.
Em 2009, o WWF-Brasil realizou pela primeira vez a Hora do Planeta no país. A primeira edição brasileira da Hora do Planeta envolveu 113 cidades, sendo 13 capitais, 1.167 empresas, 527 organizações, 58 veículos de comunicação e milhares de pessoas registraram a sua participação no site oficial do movimento. Monumentos brasileiros como o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, a Catedral de Brasília, a Ponte Estaiada e o Teatro Amazonas, entre muitos outros, permaneceram no escuro por uma hora, graças a articulação do WWF-Brasil com os governos locais.

Produtores de Mato Grosso podem cultivar novas variedades de abacaxi


Além da tradicional Pérola, estão disponíveis os tipos Vitória e Jupi.
Estado colheu 47 milhões de frutos de abacaxi durante 2011.

Do G1 MT

produção de abacaxi em Ivinhema MS (Foto: Reprodução/ TV Morena)Nosvas espécies de abacaxi estão disponíveis para
produtores de MT (Foto: Reprodução/ TV Morena)
Além da tradicional variedade Pérola, agora estão disponíveis para o cultivo as cultivares Vitória e Jupi. O lançamento das novas cultivares foi publicado Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e mostra as características produtivas e a qualidade do fruto de cada espécie.
O trabalho de pesquisa foi realizado no Campo Experimental, no município de Tangará da Serra, a 239 quilômetros de Cuiabá. A região é considerada um dos polos importantes na produção da cultura do abacaxi e ocupa uma área de 800 hectares, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Os resultados também apontam para as variedades resistentes a doenças, como a fusariose que causa a morte da planta. Na safra passada, Mato Grosso plantou 2 mil hectares e colheu 47 milhões de frutos de abacaxi pérola. O volume represente 44% da produção registrada no Centro-Oeste brasileiro. Os números do IBGE apontam que a região plantou 4.745 hectares de abacaxi, com uma produção de 105 milhões de frutos.

Segundo a pesquisadora da Empaer, Maria José Mota Ramos, a variedade Pérola é cultivada no Estado e apresenta características produtivas e de qualidade físico-química do fruto similar com a cultivar Jupi. “A diferença básica entre as duas cultivares é o formato do fruto, ou seja, o Pérola tem formato cônico e a Jupi é cilíndrico”.
Apesar das duas variedades serem destinadas para a indústria e para o consumo in natura, a pesquisadores esclarece que a variedade Jupi é mais interessante para o setor industrial porque há um maior aproveitamento do fruto.
Sobre a cultivar Vitória, possui um custo menor de produção. As pesquisas apontam que essa variedade tem maior resistência a fusariose, desta forma não é necessária a aplicação de agroquímicos para controlar a doença. A planta não tem espinhos nas folhas e a casca fica com a cor amarela no período de colheita. O teste de degustação do fruto teve uma aceitação de 89,99% entre os provadores.

Cuba decreta feriado de Sexta-Feira Santa após pedido do Papa


Presidente Raúl Castro declarou feriado 'com caráter excepcional' na data.
Informação foi publicada no jornal oficial do governo.

Da AFP

O presidente cubano Raúl Castro declarou feriado "com caráter excepcional" a próxima Sexta-Feira Santa, dia 6 de abril, atendendo a um pedido realizado pelo Papa Bento XVI durante sua recente visita a Cuba, informou neste sábado (31) o jornal oficial "Granma".
"O Conselho de Ministros da República de Cuba concordou ontem em encerrar as atividades de trabalho na próxima sexta-feira, 6 de abril", afirmou uma nota informativa publicada no jornal.
O pedido foi feito por Bento XVI durante sua visita ao Palácio da Revolução, no dia 27 de março.
Papa Bento XVI esteve em Havana na última quinta (28) (Foto: Osservatore Romano/AFP)Papa Bento XVI esteve em Havana na última quinta (28) (Foto: Osservatore Romano/AFP)
"Momentos antes de sua partida, o presidente cubano expressou (ao Papa) a vontade de que a próxima sexta-feira, 6 de abril, com caráter excepcional, seja feriado nacional, em consideração a Sua Santidade e ao feliz resultado desta transcendental visita ao nosso país, e cabe aos órgãos superiores da Nação a decisão definitiva" do feriado, em referência à Assembleia Nacional (Parlamento), acrescentou.
Bento XVI visitou Cuba de 26 a 28 de março, período no qual realizou duas missas campais em Santiago de Cuba e Havana, assim como visitou o Santuário Nacional do Cobre, onde fez uma homenagem à Virgem da Caridade do Cobre, padroeira nacional, e se reuniu com autoridades.
Em dezembro de 1997, o então presidente Fidel Castro, afastado do poder desde 2006 por motivos de doença, decretou feriado de forma excepcional 25 de dezembro, dia de Natal, devido à iminente visita do papa João Paulo II, que foi realizada de 21 a 25 de janeiro de 1998.
Após a visita de João Paulo II, o dia de Natal tornou-se feriado de forma permanente

‘Vizinhança unida, dengue vencida’ é lançada em Divinópolis, MG

 

Campanha segue exemplo da Rede de Vizinhos Protegidos da PM.
Morador voluntário fiscalizará e ajudará os vizinhos a combaterem focos.

Do G1 Triângulo Mineiro
Foi lançada neste sábado (31) em Divinópolis, no Centro-Oeste do estado, a campanha "Vizinhança unida, dengue vencida" - uma parceria entre a Secretaria de Saúde e a população para acabar com os criadouros do mosquito transmissor da doença. Nos dois primeiros meses deste ano foram feitas 64 notificações de dengue e um caso foi confirmado.
O último Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) da cidade apontou que o índice de infestação foi de 3,4%. Sendo que de cada dez focos encontrados nove estavam em residências. A região Nordeste de Divinópolis é uma das que está em alerta. Por isso o Bairro Danilo Passos, que tem quatro mil moradores, foi escolhido para o lançamento da campanha. Mas segundo a Secretaria de Saúde, a campanha será estendida para outros bairros da cidade.
De acordo com Adriana Gomes, diretora de Vigilância em Saúde, a campanha foi criada a exemplo da Rede de Vizinhos Protegidos da Polícia Militar, só que neste caso o morador voluntário vai fiscalizar e ajudar os vizinhos a combaterem os focos de dengue. O trabalho é desenvolvido em parceria com os agentes de saúde.

Sergipanos vão participar da 'Hora do Planeta'


Aracaju e Itabaiana vão realizar ações em apoio ao meio ambiente.
Na capital o ponto de encontro será no Calçadão na Treze de Julho.

Do G1 SE
bahia água e vela 620x465 (Foto: Egi Santana/G1)Aracaju vai participar da 'Hora do Planeta' (Foto: Egi Santana/G1)
Neste sábado (31), Aracaju participa oficialmente pela segunda vez do movimento ‘Hora do Planeta’, criado pela WWF, uma das maiores redes de ONGs no mundo, que tem como objetivo alertar para os problemas relacionado às mudanças climáticas.
O protesto contra o aquecimento global e suas consequências está marcado para acontecer das 20h30 às 21h30. O objetivo é que todos apaguem suas luzes nesse período. Esse ato simbólico vai ter como ponto de concetração o calçadão da 13 de Julho, que será cedido pelo poder público municipal, para ser ocupado durante os 60 minutos por autoridades, jornalistas, integrantes de ONGs e quaisquer pessoas interessadas em contribuir com a campanha.

A radialista Magna Santana afiliada a WWF Brasil puxou o movimento na capital sergipana. “ Eu costumava participar em casa e depois fui garimpando apoio. E desde o ano passado a prefeitura de Aracaju abraçou o projeto e o colocou no calendário de aniversário da cidade, o que se repete esse ano”.

Magna destaca ainda a presença do ato na cidade de Itabaiana, a 52 km de Aracaju. “ No ano passado foram cerca de 1000 velas. A expectativa é que esse número seja ainda maior esse ano, já que contamos com o apoio da Universidade local”.

Em Aracaju, serão distribuídas velas aos participantes que terão a oportunidade de contemplar as apresentações do Quinteto Sanfônico e do Dj Pango. Além do Mirante, diversos espaços e prédios públicos do município também ficarão com as luzes apagadas durante uma hora, como o prédio do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos e o relógio do Parque da Sementeira.

Segundo a coordenadora da assessoria técnica da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Adenilde Gama, o evento chama a atenção para a problemática do aquecimento global e de como as pessoas podem atuar para minimizar o seu aumento. "A expectativa é de que o ato simbólico sirva como estímulo à mobilização de empresas e da população, no sentido de incitar a sua preocupação com o aquecimento global", afirma.

Abertos 20 leitos para dependentes químicos em Porto Alegre


Unidade Álvaro Alvim, do Hospital de Clínicas, foi inaugurada nesta sexta.
Pacientes serão encaminhados ao local pela prefeitura da capital gaúcha.

Do G1 RS, com informações da RBS TV

Foram abertos nesta sexta-feira (30) os 20 leitos para dependentes químicos da Unidade Álvaro Alvim, do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. No local, funcionava o antigo Hospital Luterano da Ulbra. Nove pacientes já estão em tratamento, que inclui atividades físicas e acompanhamento psicológico. A nova unidade não terá atendimento direto ao público: os pacientes serão encaminhados pela prefeitura. O local ainda conta com 32 leitos de apoio à emergência do Clínicas.

Navios paraguaios abandonados no RS são leiloados por R$ 1 milhão


Embarcações foram arrematados por R$ 367,5 mil e R$ 645 mil.
Retirada das sucatas ajudará na revitalização do Cais Mauá, diz SPH.

Do G1 RS

Embarcações paraguaias estão atracadas desde 1997 em Porto Alegre (Foto: Cristiane Franco/Divulgação)Navio General Bernardino Caballero foi leiloado por R$ 645 mil (Foto: Cristiane Franco/Divulgação)
Os dois navios paraguaios que estavam atracados em Porto Alegre há 15 anos, quando foram apreendidas pela Marinha do Brasil em razão da falta de segurança para navegação, foram leiloados por mais de R$ 1 milhão nesta sexta-feira (30).
De acordo com a Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH), a retirada das sucatas dos navios do porto faz parte da limpeza da área para a revitalização do Cais Mauá. As embarcações Mariscal José Félix Estigarríbia e General Bernardino Caballero foram arrematadas por R$ 367,5 mil e R$ 645 mil, respectivamente.
Construídos em 1994, os navios chegaram a Porto Alegre três anos depois carregados de trigo. Retidos pela Marianha, eles foram abandonados pela empresa proprietária. As embarcações pertenciam ao governo do Paraguai e foram entregues à SPH em junho de 2011. O Governo gaúcho encaminhou, em janeiro de 2011, projeto de lei à Assembleia Legislativa propondo o recebimento dos navios em troca da dívida de R$ 4,93 milhões com o porto.

Colégio Estadual em Curitiba apresenta rachaduras e infiltrações


Secretaria Estadual de Educação afirmou que problemas serão resolvidos.
Quadra de esporte está interditada há três anos; elevador nunca foi usado.

Do G1 PR, com informações da RPC TV Curitiba

O Colégio Estadual Pilar Maturana, no Bairro Alto, em Curitiba, está com problemas de estruturas visíveis. São rachaduras e infiltrações, que deixam o piso constantemente molhado. Além disso, a quadra de esportes está interditada há três anos porque pode ceder.
Aos alunos, resta improvisar as aulas de Educação Física em uma sala de recreação. “É uma situação humilhante, porque que a gente tem a condição, mas não podemos usar”, disse um dos alunos. “Estamos em negociação e em conversa com a Secretaria de Educação para ver a magnitude dos riscos e também se é possível ou não a abertura do ginásio”, afirmou o vice-diretor da escola, Agnaldo de Souza.
O elevador que deveria ser usado pelos estudantes que possuem dificuldades de locomoção nunca foi usado. No auditório, partes do gesso do teto desabaram e por isso o local está interditado. Ao todo, a escola possui 1.400 estudantes, mas segundo Noeli Miranda, mãe de um dos alunos, muitos pais estão se mobilizando para conseguir transferir as crianças.

A Secretaria Estadual de Educação afirmou que até o fim do ano deve resolver o problema no colégio. Mas não informou quando as obras começam.

Museu rural abre as portas para estudantes de Ituiutaba, MG


Centenas de objetos, materiais e equipamentos agrícolas estão no acervo.
'É para ajudar a preservar a história da região', diz produtor rural.

Do G1 Triângulo Mineiro

As centenas de objetos, materiais e equipamentos que um morador de Ituiutaba, no Triãngulo Mineiro, juntou ao longo dos anos, viraram memórias e fazem parte agora de um museu rural. O museu Vera Maximiano Drumond pode ser visto pela comunidade e vai receber, inclusive, a visita de estudantes.
“É para ajudar a preservar a história dos primeiros moradores da região. Muitas peças foram recolhidas em fazendas e sítios arqueológicos da região”, explicou o responsável pelo museu, Arlindo Drumond.
São quase dois mil objetos. No jardim, relíquias da época dos nossos avós como os implementos agrícolas que eram puxados por animal. Do lado de dentroo, peças que foram criadas há mais de cem anos, como panelas de ferro. “A maior, usada para fazer feijoada, na época dos escravos, pesava quase meia tonelada quando estava cheia”, contou o produtor rural.
No acervo também está uma caixa registradora com mais de 70 anos e que guarda até o dinheiro da época do mercado municipal de Uberlândia. Uma balança portuguesa tem mais de cem anos, além de máquina de fazer massas de 1875. Outras curiosidades são a marmita que era usada pelos militares durante as batalhas e treinamentos e um estribo de cavalo que foi usado pela família real na época do Brasil colônia.
O cenário, a partir de agora, vai ajudar na educação de estudantes da região com a visitação de escolas, mas que está de portas abertas para toda a população.
Para agendar a visita pode ligar nos telefones (34) 9668-0305 ou (34) 9973-3216.

Cacau é considerado o alimento com mais antioxidantes, diz nutricionista


Substâncias protegem células do ataque de radicais livres, prevenido doenças.
Karin Honorato fala sobre os benefícios da fruta.

A páscoa está chegando, e a nutricionista Karin Honorato apresenta neste sábado (31) os benefícios do cacau. O fruto é a matéria prima do chocolate e segundo ela, tem muitos nutrientes. “O cacau é considerado o alimento que possui maior quantidade de antioxidantes”, afirma. De acordo com a nutricionista, essas substâncias protegem nossas células contra o ataque de radicais livres, prevenido doenças.
Ela cita ainda vitaminas e minerais que compõem a fruta. Segundo Karin, o magnésio ajuda o intestino a funcionar melhor, melhora as funções do cérebro, ajuda a relaxar os músculos, alivia cólicas intestinais e menstruais e é importante para colocar o cálcio dentro dos nossos ossos.
O cacau também possui boa quantidade de manganês, que é importante para saúde do nosso sangue, de acordo com a nutricionista. Ela também destaca o zinco, que ajuda na imunidade e “dá mais qualidade aos fluídos sexuais”.
Outra substância presente no cacau é o cobre. Ele ajuda na formação da hemoglobina. A fruta ainda possui uma substância chamada feniletilamina, que “traz para o nosso organismo a mesma sensação de quando estamos apaixonados “. E junto com o magnésio ajuda a diminuir o apetite. Karin também destaca a serotonina.
Chocolate
De acordo com a nutricionista, o chocolate precisa ter no mínimo 60% de cacau para possuir os nutrientes citados. O alimento ainda deve ter pouco açúcar e não conter leite em sua fórmula. O consumo diário recomendado é, em média, de 30 gramas.
Karin alerta que o chocolate branco não possui os benefícios citados, pois é feito de manteiga de cacau.
G1 MG

Plano de Resíduos Sólidos será discutido em audiências públicas


Secretaria de Meio Ambiente realizará cinco audiências públicas.
Primeira audiência será na próxima terça-feira (3) em Imperatriz.

Lenno Edroaldo Do G1 MA

As diretrizes da versão preliminar do Plano Estadual de Gestão de Resíduos Sólidos (PGERS) começarão a ser discutidas com a sociedade civil, técnicos e poderes constituídos na próxima terça-feira (3), em audiência pública programada para a cidade de Imperatriz, na região tocantina. O evento acontecerá a partir das 8h, no auditório da Associação Comercial de Imperatriz (Palácio do Comércio, Rua Bom Futuro, Centro).
A audiência será a primeira das cinco organizadas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema). Em abril elas também serão realizadas em Presidente Dutra [dia 10/04, com participação de 43 municípios da mesorregião Centro Maranhense], Codó [12/04, com participação de 42 municípios da mesorregião Leste Maranhense] e São Luís [14/04, com participação de 92 municípios da mesorregião Norte Maranhense] e uma audiência extraordinária em Santa Inês [20/04], para facilitar a participação dos municípios que porventura deixarem de estar presente nas audiências mesorregionais.
Tendo caráter de consulta pública, as audiências têm como objetivo proporcionar aos participantes e à sociedade em geral o conhecimento do diagnóstico prévio, das diretrizes e metas propostas no Plano Estadual, que devem orientar a elaboração dos Planos Municipais, conforme a legislação vigente.
A elaboração do Plano Estadual e dos planos municipais está prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos, criada pelo Decreto 7.404, de 23 de dezembro de 2010.
Pelo Decreto, estados e municípios terão que concluir seus planos até agosto de 2012. O decreto prevê, ainda, que planos sejam elaborados de forma participativa e em articulação com todos os segmentos sociais interessados na questão. Além do prazo, o decreto fixa também diretrizes gerais para a formatação dos planos estadual e municipal.
Calendário de audiência públicas
Imperatriz
Terça-feira (3), de 8h às 18h
Auditório da Associação Comercial de Imperatriz (Palácio do Comércio, Rua Bom Futuro – Centro);
Presidente Dutra
Dia 10/04/2012, de 8h às 18h
Auditório da Gerência Regional de Saúde, Praça São Sebastião, s/ n°, Centro;
Codó
Dia 12/04/2012, de 8h às 18h
Auditório da Escola Modelo Remy Archer, Praça do Parlamento, Bairro São Benedito, s/ n°;
São Luís
Dia 14/04/2012, de 8h às 18h
Auditório da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, no Sítio Rangedor - Cohafuma.
São Luís
Dia 20/04/2012, de 8h às 18h
em local a ser definido.

Paciente morre após estado dizer que não precisava de UTI, no ES


O lavrador Antônio Ramos esperou, mas o coração não resisitiu.
A Sesa havia informado que os pacientes não precisavam do recurso.

Do G1 ES, com informações da TV Gazeta

À espera por uma vaga em UTI, em Santa Leopoldina, região Serrana do Espírito Santo, o lavrador Antônio Ramos, de 70 anos, acabou morrendo na noite desta sexta-feira (30), após a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) informar que os pacientes que estavam no Hospital Nossa Senhora da Penha "não estavam graves e não precisavam de unidade de tratamento intensivo". Mesmo assim, um leito particular foi comprado pelo estado no Hospital de Vila Velha, Grande Vitória, mas o paciente com problemas cardíacos faleceu.
Na manhã deste sábado (31), o subsecretário de Saúde Geraldo Queiroz disse que a Sesa vai investigar e estranha a quantidade de mortes. "Em relação ao óbito, o hospital pediu vaga de enfermaria, sendo que o paciente precisava de UTI", disse. O G1 entrou ainda não conseguiu contato com a direção do hospital em Santa Leopoldina.
Inconsolável, a filha do lavrador falecido, a auxiliar de costura Delma Ramos disse que não sabe o que vai fazer. No meio de tanta confusão, ela chegou a ligar para a polícia. "Ele precisava ir para a UTI. Colocaram em uma cadeira e não aceitaram o caso dele", disse.
O lavrador Antônio Ramos esperou, mas o coração não resisitiu. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)O lavrador Antônio Ramos esperou, mas o coração não resisitiu. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)
Em Santa Leopoldina
O diretor do hospital, Genivaldo Potratz, disse nesta sexta, que vários pacientes morreram à espera de transferência. "Quando chega urgência, não conseguimos vaga. Desde janeiro, já perdemos vários pessoas pelo mesmo problema. Foram 14 óbitos", falou. A Secretaria de Estado da Saúde disse que estranha os números e informa que vai encaminhar técnicos da Vigilância Sanitária e do Comitê de Investigação de Óbitos além de fazer uma auditoria na unidade.
De acordo com a diretoria da instituição, o local tem 20 leitos e efetua apenas atendimento de emergência e estabiliza a situação do paciente. Quando o caso é mais grave, a opção encontrada é a transferência, mas, segundo a própria diretoria, a central de vagas da rede estadual de saúde não dá retorno.
A secretaria disse ainda que a Central de Regulação de Internação recebeu as solicitações de vagas para enfermaria nesta quinta-feira (29). Os leitos foram comprados em um hospital particular da Grande Vitória e os pacientes serão transferidos pelo próprio hospital.
Hospital Nossa Senhora da Penha, em Santa Leopoldina, na região serrana do estado. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)Hospital Nossa Senhora da Penha, em Santa Leopoldina, na região serrana do estado. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

Entenda o significado das missas da Semana Santa


Domingo de Ramos abre os sete dias de orações, hinos e procissões.
Vela com símbolos religiosos e letras gregas é abençoada no sábado santo.

Do G1, em São Paulo

Vela Sírio Pascal vendida para os fiéis usarem durante a missa do sábado santo (Foto: Victória Brotto/G1)Vela Círio Pascal vendida para os fiéis usarem durante a missa do sábado santo (Foto: Victória Brotto/G1)

Até a Sexta-Feira da Paixão e o domingo de Páscoa, muitos outros rituais e missas são celebrados pela Igreja Católica. Segundo o padre José Antônio Aparecido Pereira, 68, vigário episcopal da Arquidiocese de São Paulo, em entrevista ao G1, antes das datas mais lembradas da Semana Santa acontecem mais de cinco missas. "A semana inteira é de reflexão e oração."
Entenda o que acontece em cada dia da semana de Páscoa e o significado das missas:
Domingo de Ramos (1º de abril) A entrada de Jesus na cidade de Jerusalém é representada neste dia. "Na época, como explica a Bíblia,  ele monta em um jumento e é recebido por centenas de pessoas com ramos de oliveira e palmeiras nas mãos." O domingo começa com uma procissão de fiéis cantando hinos e carregando ramos. Ao chegar à igreja, uma missa é celebrada com leitura de trechos bíblicos sobre o sacrifício de Jesus Cristo.
Segunda, terça e quarta-feira santas (2, 3 e 4 de abril):
Nas missas celebradas nos três dias, os fiéis pedem a Deus bons frutos na vida pessoal e religiosa e são lidos trechos bíblicos sobre a salvação.
Quinta-feira Santa (5 de abril)Pela manhã,  o bispo se reúne com os padres na chamada Missa da Crisma - em São Paulo, esta missa acontece na Catedral da Sé (centro). Nela, ele irá abençoar ou consagrar os três óleos santos. O óleo consagrado é o do sacramento da Crisma, na qual o fiel confirma publicamente a sua fé cristã e sua ligação com a Igreja Católica. Neste rito, o padre impõe as mãos sobre o fiel, invocado o Espírito Santo, e o unge com óleo. Os outros dois óleos, o do batismo e o dos enfermos, são abençoados.
À noite, a Igreja celebra a ceia do Senhor em alusão à última ceia entre Jesus Cristo e os 12 discípulos, antes da crucificação. Nela, Jesus irá instituir o sacramento de seu corpo e de seu sangue, chamado pela Igreja Católica de Eucaristia. Nesta celebração, não se toma vinho nem come-se pedaço de pão. Em algumas paróquias, explicou o padre, um pedaço de pão caseiro abençoado é dado de lembrança aos fiéis.
Depois, acontece a missa do lava pés, na qual 12 pessoas são escolhidas aleatoriamente para que o padre lave seus pés, em referência ao momento em que Jesus ensina a humildade aos discípulos lavando os pés deles.
Quarta-feira de Cinzas celebrada na Arquidiocese de São Paulo... A missa, presidida pelo cardeal dom Odilo Pedro Scherer na Catedral da Sé no dia 22 de fevereiro de 2012, marca o início da Quaresma (Foto: Luciney Martins/Divulgação)Missa celebrada no dia 22 de fevereiro, na
Arquidiocese de  São Paulo, marcou o início
da quaresma (Foto: Luciney Martins/Divulgação)
Sexta-feira da Paixão (6 de abril) “Jejum e abstinência de carne são os princípios deste dia." Exatamente às 15h, considerada a hora nona pela Bíblia, os fiéis se reúnem para celebrar a paixão e a morte de Cristo. O rito tem quatro momentos, o momento da paixão anunciada, envocada, venerada e comungada.
Na paixão anunciada, são lidas passagens bíblicas do Antigo e do Novo Testamento que falam sobre o sacrifício de Cristo. Na paixão envocada, longas séries de preces são feitas pelas necessidades do mundo e da Igreja. Depois, os fiéis formam uma fila e vão um a um beijar a imagem de Cristo crucificado – é o momento da paixão venerada. Na quarta e última parte, os fiéis recebem a hóstia.
Algumas igrejas e paróquias, segunda o padre da Arquidiocese de São Paulo, fazem uma procissão do enterro de Cristo. “Esta tradição pretende lembrar do momento em que os discípulos retiram o corpo de Jesus Cristo da cruz e o sepultam.”
Sábado Santo (7 de abril)Durante o dia, não há missa. “É momento de silêncio e oração.” Só no período da noite é que acontece a vigília pascal. “Uma longa celebração, na qual o padre abençoa o fogo que acenderá uma grande vela, chamada de Círio Pascal”. Ela, que representa Jesus ressurreto, é toda decorada com símbolos religiosos, como o da primeira e da última letra do alfabeto grego - Alfa e Ômega. Elas, explica o bispo, indicam que Jesus é o início e o fim de tudo, como ensina a Bíblia. Cinco cravos representando os cincos ferimentos na cruz – dois nas mãos, dois nos pés e um na lateral do corpo – e o ano de 2012 também são inscritos na vela.
Logo em seguida, o padre abençoa a vela com orações e entra na igreja, que está toda apagada. Neste momento, cada pessoa acende a sua vela a partir da que passa pelo corredor principal nas mãos do padre. Quando a igreja já está toda iluminada com as velas dos fiéis, o padre chega ao altar e canta o hino “Precônio Pascal” para celebrar a vigília e se preparar para a Páscoa – a ressurreição.
Após uma leitura da Bíblia, acontece a liturgia batismal. “A água do batismo é abençoada e, em algumas comunidades, adultos e crianças são batizados.” A missa termina com os fiéis cantando hinos sobre a ressureição.

Domingo de Páscoa (8 de abril)
Para encerrar o período da quaresma, os 40 dias estipulados pela Igreja Católica para que o fiel se prepare para o ápice da Semana Santa, a ressureição, missas são celebradas com hinos e trechos bíblicos sobre a ressureição.
Segundo o bispo, em algumas igrejas, existe o costume de fazer procissões simbolizando o encontro de Jesus com os discípulos. “As mulheres levam a imagem de Maria; e os homens, a imagem do Cristo crucificado para lugares diferentes. Quando as duas imagens se encontram, os fiéis aplaudem e cantam hinos de vitória.”
Malhação de Judas
"A malhação não tem nada a ver com a vida da Igreja", explica o bispo Aparecido Pereira.  A malhação de Judas ou Queima de Judas é uma tradição trazida pelos portugueses e espanhóis na qual um boneco, do tamanho de um homem, forrado de serragem, trapos ou jornal é arrastado pelas ruas e queimado.