sexta-feira, 31 de maio de 2013

Índios ocupam prédio da Funasa em Juazeiro, na Bahia


Eles reivindicam melhores condições de saúde na aldeia onde vivem.
Índios são da tribo Truca, da cidade de Curaçá.

Do G1 BA, com informações da TV São Francisco
Índios ocupam prédio da Funasa em Juazeiro, na Bahia (Foto: Reprodução/ TV São Francisco)Homens, mulheres e crianças ocupam prédio da Funasa em Juazeiro (Foto: Reprodução/ TV São Francisco)
Cerca de 30 índios, entre homens, mulheres e crianças, ocuparam o prédio da Fundação Nacional da Saúde (Funasa) no centro de Juazeiro, região norte da Bahia. De acordo com Sílvio Ribeiro, responsável pelos trabalhos de saúde indígena no município, a ocupação ocorreu por volta das 15h de quinta-feira (30).
Os índios pertencem à tribo Truca e são da cidade de Curaçá, a 100 Km de Juazeiro. Eles reivindicam melhores condições de saúde e dizem que na aldeia onde vivem não há posto de saúde nem escola.
Nesta sexta-feira (31), os funcionários da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), que funciona no prédio da Funai, foram impedidos de entrar para trabalhar. Os ocupantes dizem que só vão deixar o edifício após suas reivindicações serem ouvidas por um representante do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) em Salvador.

SÓ A CULTURA E A EDUCAÇÃO DIMINUEM A CRIMINALIDADE

  Teatro abandonado pelo governo da bahia em Itabuna

Itabuna entra na pauta do MINC, mais sem recursos


Conforme matéria veiculada através da imprensa da prefeitura de Itabuna, o prefeito Claudivane Leite assinou o termo de adesão ao SNC (Sistema Nacional de Cultura) no dia de 27 de Março, cuja data limite era 30 do mesmo mês. Uma boa notícias para artistas, produtores, agitadores culturais e para a comunidade que viu naquela ação proposta pela ACATE e pela AGRAL  durante o seminário que criou o Fórum de Cultura Itabunense em Dezembro de 2012, uma alternativa para alavancar a cultura da cidade. Só que na prática o sonho de ter recursos federais através do Fundo de Cultura, pode virar um pesadelo numa espera sem fim.
A verdadeira situação é a seguinte: o município de Itabuna entrou na pauta do MINC e está na condição de “Encaminhado para Assinatura/SAI”.  O que significa isso?  Significa que a união está cumprindo o seu papel na adesão, e após vários procedimentos, encaminhou o processo para que o Secretário de Articulação Institucional assine a NT (Nota Técnica) que seguirá os trâmites até a publicação no Diário Oficial da União. Agora é que vem o X da questão. E se a publicação saísse exatamente hoje dia 30 de junho, será que o município já teria providenciado a sua parte no acordo? Coisa simples! apenas uma “pequena” relação de procedimentos. Vamos a eles: Criar a coordenação do Sistema Municipal de Cultura, criar As Instâncias de Articulação, Pactuação e Deliberação, criar O Conselho Municipal de Política Cultural, A Conferência Municipal de Cultura, Os instrumentos de Gestão, O Plano Municipal de Cultura, O Sistema Municipal de Financiamento à Cultura, O Sistema Municipal de Informações e Indicadores Culturais, só isso!
Para que todas essas ações sejam executadas, será preciso antes de tudo, criar as Câmaras Setoriais que elegerão os  16 representantes dos “artistas” (8 titulares e 8 suplentes) para formarem o Conselho Municipal de Política Cultural, que é justamente a parte interessada, pois com isso, não existirá mais aquela velha prática do presidente da Fundação assinar um cheque e destinar aos seus apadrinhados os recursos que seriam destinados ao fomento da arte e da cultura da cidade. Com a implantação do CMPC, o artista vai ter vez. Todo recurso da cultura do município só sairá através de edital. Precisamos  acabar o assistencialismo e a compra de consciência.
O Fórum de Cultura Itabunense (Única instância legítima implantada até agora) vai se reunir nos próximos dias, com representantes da SECULT para cobrar agilidade e transparência na parte do acordo de adesão, para que no decorrer do ano, as instâncias sejam implantadas e que pelo menos em 2014, os recursos fundo a fundo comecem a fluir normalmente, coisa que já deveria  estar acontecendo se o município tivesse participado (quando convocado) da primeira reunião do Fórum de Cultura que aconteceu no dia 6 de janeiro de 2013 e dali já sairia com certeza, indicações para os representantes das Câmaras setoriais, ajudando assim a implantar  o tão sonhado Sistema Municipal de Cultura.

Ari Rodrigues é produtor cultural, presidente da ACATE, diretor do Fórum de Cultura Itabunense e ocupa a cadeira de n° 34 da Academia Grapiúna de Letras-AGRAL

Estudo avalia se cerveja ajuda o coração

Início do conteúdo


Médicos brasileiros vão usar voluntários para pesquisar se benefícios da bebida em humanos são os mesmos encontrados em animais


BRUNO DEIRO, FERNANDA BASSETTE - O Estado de S. Paulo
Terceiro país com maior consumo de cerveja no mundo, atrás apenas da China e dos Estados Unidos, o Brasil vai iniciar uma pesquisa para avaliar os possíveis benefícios do consumo moderado da bebida para o coração, assim como ocorre com o vinho.
Estudos internacionais demonstram que ingerir cerveja em quantidades moderadas - o que significa beber de uma a duas latas por dia, no máximo - tem um efeito protetor nos vasos sanguíneos, evitando a aterosclerose (entupimento dos vasos) e possível infarto.
A pesquisa será feita por meio de uma parceria da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) com o Hospital do Coração (HCor), que vai conduzir os estudos com dois grupos de voluntários: um de abstêmios e outro de pessoas que bebem cerveja regularmente.
Outros detalhes da pesquisa serão definidos amanhã durante o 34.º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), após o simpósio que vai apresentar os resultados de pesquisas feitas em animais na Universidade de Barcelona, na Espanha, pela médica Lina Badimón.
Segundo o médico Nabil Ghorayeb, da SBC, a pesquisa no Brasil deve seguir os passos da experiência com o estudo do vinho, que já é feito no HCor. "Pelos resultados da Espanha, deu para perceber que existe um paralelo muito semelhante ao observado no vinho", afirma ele. "Lá, o consumo moderado de cerveja reduziu os índices de aterosclerose em animais", diz.
Álcool. Segundo o cardiologista Luiz Antônio Machado César, diretor do Núcleo Café e Coração do Instituto do Coração (Incor), uma das hipóteses para explicar o efeito protetor da cerveja nas artérias é o próprio álcool, além das vitaminas B3 e B6, proteínas e sais minerais.
"Há estudos que demonstram que o álcool em quantidades adequadas tem um efeito benéfico para os vasos sanguíneos, evitando a aterosclerose. O problema são as alterações deletérias do álcool nos outros órgãos, caso ele seja consumido em excesso", diz César. "Na pesquisa com animais, quando as quantidades de cerveja ultrapassavam a quantidade tecnicamente efetiva, o quadro era de piora", complementa César.
Os médicos reforçam a importância de uma pesquisa com uma das bebidas mais consumidas no País. "Aqui, a cerveja é muito mais diversão do que complemento alimentar. A pesquisa vai avaliar o consumo como alimento", diz César.

Leilão Golden 2013


Leilão Golden 2013 em sua 23ª edição, leiloa um pedaço da história da raça Quarto de Milha no Brasil Um dos maiores plantéis da raça Quarto de Milha do País e do mundo está acabando. Aquele que quer ficar com um pouco dessa genética tem data marcada no Leilão Golden 2013.
Promovido por Wellington Germano de Queiroz, titular do Haras Fazenda Bela, será realizado dia 15 de junho, às 16 horas, no Jockey Club de Sorocaba, logo após as eliminatórias dos GPs ABQM Potro do Futuro, Rei e Rainha da Velocidade. Na oportunidade, serão ofertados 52 produtos da geração 2011, entre o Haras Fazenda Bela e também de seus convidados, Srs. Ovídio Vieira Ferreira - Haras São Matheus e Plinio de Rezende Kiehl – Haras Fazenda Santa Carolina, sendo 11 filhos do reprodutor Holland Ease, produtor de Corona Cartel, a lenda viva da raça Quarto de Milha e de campeões das três principais linhagens da velocidade: Corrida, Tambor e Vaquejada.
Os outros produtos são descendentes diretos de outros destacados garanhões, como: A Streak Of Cash, Dean Miracle, Gold Medal Jess, Granite Lake, Jess Arisen Moon, Mucho Money, Nordick Only VM, Picasso Toll, Redwood Creek, Royal Quick Dash e Streakin Six. A empresa leiloeira responsável pelo pregão será a MBA Leilões, com trabalhos do leiloeiro Nilson Genovesi, transmitido ao vivo pelo Novo Canal.
Reservas e informações, com Elizete Carrillo Buranello (11) 3879-3280/98245.0702 e (15)9101-7773. Email: elizete.buranello@belmetal.com.br/www.harasfazendabela.com.br Jornalista responsável: Moaicir Russo MT 15.105.

Cajamar recebeu com muito carinho as meninas da ANTT

 A 3ª etapa do Campeonato Nacional de Três Tambores aconteceu de 24 a 26 de maio, durante a 22ª Festa do Peão de Cajamar. O Boiódromo, um dos recintos mais tradicionais do Brasil, em formato de ferradura, recebeu as 35 competidoras da ANTT para uma grande prova. Tanto nas classificatórias, como semifinal e final, as meninas deram um show de técnica, habilidade e velocidade. Sem contar no charme que as atletas da modalidade levam para o rodeio.
A ANTT encerra o seu campeonato com duas finais, uma das inovações da associação para beneficiar as competidoras. Concorrerão ao título da Gold Race as posicionadas entre 1° e 10° lugares no ranking ao final das etapas. E terão a chance de levar uma fivela da ANTT e o título de campeã da Silver Race, as posicionadas entre 11° e 20° lugares no ranking. E para que isso aconteça, todas as etapas são grandes oportunidades de somar pontos. Já que, além das finalistas, todas as inscritas ganham pontos de bonificação pela participação.
Animadas, as competidoras já se preparam paras as próximas etapas: Americana, de 20 a 23 de Junho; São João da Boa Vista, de 12 a 14 de Julho; Rio Verde (GO), de 17 a 19 de Julho e Vargem Grande do Sul, de 26 a 28 de Julho. “Estamos em negociação com outros rodeios, ou seja, as meninas ainda terão muitas etapas para pontuar. Convidamos a todos a estarem conosco em todas as provas, prestigiando a ANTT e também somando pontos ao ranking”, conta Graziella Agnes, vice-presidente.
A grande campeã em Cajamar foi Elisandra Mara, de Novo Horizonte, com Miss Indian Bull, somando 44s551 nos três tempos válidos dela na etapa. Foi a primeira etapa que ela participou nesta temporada e agora passa a ocupar uma posição no ranking. Caroline Rugolo terminou na quinta colocação e continua na liderança do ranking da feminina.
Pela Mirim, Maria Eduarda Silva continua dando show. Venceu as três etapas da temporada e lidera o ranking disparado.
A ANTT agradece imensamente a confiança da comissão organizadora, nas pessoas de Marcos Pacheco, presidente da Festa, Michel Wintoniak e Zé Paulo. “Só temos a agradecer por mais esta etapa, tanto os organizadores, como às competidoras. Sem palavras para agradecer o carinho delas e das suas famílias, que comparecerem, mesmo em cima da hora, já que só conseguimos confirmar a etapa com cincos dias de antecedência. Isso só mostra a força da ‘Família ANTT’, que se mantém unida sempre”, comentou Flavia Cajé, presidente.

Em 2013 a ANTT comemora dez anos de existência. A temporada terá: Duas finais, Gold Race, para as classificadas entre 1° e 10° lugares, e Silver Race, para as posicionadas entre 11° e 20° lugares do ranking; Galeria de Garanhões, onde a ANTT disponibiliza coberturas de grandes garanhões da atualidade visando o fomento do esporte, que podem ser acessadas no link: http://www.comprehorse.com.br/haras.php?id=30; Ranking dos Treinadores; etapas Bônus; etapas nos maiores e melhores rodeios do Brasil; organização impecável, com a preocupação de sempre com o bem-estar das competidoras e seus animais.
A ANTT tem patrocínio de Sumetal e Tassa Jeans (empresa que sempre deu apoio à ANTT nesses dez anos, uma das grandes parceria da associação). Outras informações: (17) 8112-7669 / (19) 8119-1661 /www.antt.org.br / contatoantt@gmail.com.
RESULTADOS
1ª - Elisandra Mara – Novo Horizonte – Miss Indian Bull (PH) – 44s551
2ª - Fatiana Ferreira – Guaíra – Exclusive Moon – 45s391
3ª - Julia Yu – Jaguariúna – Bull’s Trouble – 45s654
4ª - Bianca Ramos – Americana – Cromita Indian (PH) – 46s023
5ª - Caroline Rugolo – Tietê – Nanda Holly – 46s024
6ª - Rafaela Fortunato – Americana – My Super Boy – 46s026
7ª - Adrielle Shikasho - Mairiporã – Son Winnin Doc – 46s081
8ª - Kelly Caroline – Nova Odessa – Goldi Chicka VR – 46s147
9ª -Thais Munique – Votuporanga – Miss Opponency VJS – 50s509
10ª -Lisandra Carvalho – Pilar do Sul – Pingo Dash – 51s217
Mirim
1ª - Maria Eduarda Silva – São José do Rio Preto
2ª - Manuela Braga - Espirito Santo do Pinhal
3ª - Nicoly G.S. - Sumaré

Irmão próprio de Casino Callgirl produz o campeão do Old Fort Days Futurity 2013

O Garanhão Eddie Stinson, irmão próprio de Casino Callgirl produz o potro campeão do Old Fort Days Futurity em 2013.
Aconteceu de 18 a 25 de Maio em solo norte americano o Old Fort Days Futurity 2013, uma das mais tradicionais e respeitadas provas para potros do planeta. Realizado em Fort Smith no Arkansas nas dependências do Kay Rogers Park o evento contou com cerca de R$ 600 mil em prêmios distribuídos para 40 conjuntos e estimava uma premiação de 60 mil dólares para o primeiro colocado, cerca de 130 mil reais.
Na ocasião as melhores linhagens do mundo estavam presentes nas disputas, mas a que se sobressaiu foi familiar ao B2B Ranch. O Potro vencedor chamado BT Buddy Stinson (Eddie Stinson x Scored Big Time por Even The Score) que se sagrou o vencedor com o tempo de classificação de 17,030 segundos e na final cravou 16,725 segundos faturando assim a expressiva premiação é filho de Eddie Stinson (Dash Ta Fame x Casino Lights por Sixarun) irmão próprio de Casino Callgirl, atleta e matriz do B2B Ranch.
Eddie Stinson assim como Cassino Callgirl é filho Dash Ta Fame (First Down Dash x Sudden Fame por Tiny´s Gay) irmão paterno de Tux N Rolls (First Down Dash x Zevi Doll, por Zevi TB) que é o garanhão oficial do B2B. Sua mãe Casino Lights (Sixarun x Ease On Down por Easy Jet) só possui uma filha competindo em solo Brasileiro que é a própria fêmea do Rancho.
Casino Call Girl é uma das atletas mais competitivas da tropa B2B Ranch, com tempos de 17,068 segundos/ 17,307 segundos e 17,416 segundos. BT Buddy Stinson é um dos maiores ganhadores dos Futurities dos EUA neste ano, somando com esta vitória mais de 300 mi dólares em ganhos.
Para o B2B Ranch é motivo de orgulho ter essa genética diferenciada competindo e produzindo nas pistas e para as pistas de todo o Brasil.
.
Para saber mais sobre os resultados do Old Fort Days acessem o site do Kay Rogers Park: www.kayrogerspark.org e para conhecerem a genética e as campanhas do B2B Ranch acessem www.b2b.ranch.com.br

por Halysson Pontes
fonte: Camila de Oliveira

16,894 segundos! Relâmpago e Louise vencem a 5ª etapa do Regional Oeste


O conjunto que nasceu da parceria do Rancho Horizonte com o Haras Raphaela vence duas categorias e faz um dos menores tempos da história da modalidade e o menor tempo da prova durante a 5ª Etapa do Regional Oeste.
No último final de semana, durante os dias 24 e 25 de Maio, o XIII Campeonato Regional Oeste realizou sua 5ª etapa na cidade de Porto Feliz-SP. O local escolhido para as competições foi o Haras Raphaela que contou com grande público, mais de 760 inscritos em pista e cerca de R$ 70 mil em prêmios. Durante as passadas o um dos maiores destaques foi o conjunto Relâmpago (SR) e Louise Rugolo formado pelo condomínio Rancho Horizonte e Haras Raphaela que venceu em duas categorias.
Na categoria Castrados os dois fizeram o segundo melhor tempo e com 17,326 segundos garantiram o título de reservados campeões. Na Jovem Louise e Relâmpago cravaram 17,028 segundos e com o melhor tempo da categoria se sagraram os grandes campeões.
Mas foi durante a categoria Feminina que a parceria de sucesso estremeceu o Haras Raphaela e seu público, com uma passada sensacional o conjunto formado pela bela amazona e o habilidoso cavalo castanho cruzou a fotocélula com o tempo de 16,894 segundos e a primeira colocação merecidamente ficou com ambos.
Além do tempo que lhes deu o título da categoria Feminina, o conjunto fez também o menor tempo do evento. Confira a passada no link:
http://www.youtube.com/watch?v=1OdlGcIUKO4&feature=youtu.be
Vale lembrar que Relâmpago foi recentemente o reservado campeão do Jaguariúna Brahma Country Festival e vem obtendo excelentes resultados em pista com a parceira Louise.

Para maiores informações sobre os resultados do condomínio Rancho Horizonte e Haras Raphaela acessem www.assessoriapontes.com.br
Por Halysson Pontes

fonte: Camila de Oliveira

Equipe FNSL é campeã, reservada campeã e sete vezes TOP FIVE durante o Regional Oeste

Uma das mais competitivas equipes de três tambores do país se apresenta muito bem durante as competições do XIII Campeonato Regional Oeste ficando entre os cinco melhores em seis categorias e vencendo a categoria Aberta Sênior do evento.
De 24 a 25 de Maio aconteceu na pista do Haras Raphaela localizado em Porto Feliz-SP, a 5ª etapa do XIII Campeonato Regional Oeste, que contou com mais de R$ 66 mil em prêmios e cerca de 770 inscrições.
Um dos destaques da competição foi a Equipe FNSL que conseguiu importantes resultados e um dos pódios do evento. Na Exibição, Marcos Monzinho montou Best Beaver 3D (Angolano Beaver x Laila VC por Shady Leo) competindo contra 198 conjuntos e fez 17,220 segundos assumindo o título de reservado campeão da categoria. Durante a categoria para cavalos castrados o tordilho Fishers Down Dash (Fishers Dash x I Fell Lucky Tonight por Merganser) conduzido por Marcos Monzinho fez 17,375 segundos e garantiu seu lugar no TOP FIVE da categoria. Logo após, na Aberta Sênior o conjunto tríplice coroado em 2012 mostrou todo o seu talento e com uma excelente passada e o tempo de 17,067 segundos ambos garantiram o título de campeões da categoria.
Na Aberta Júnior, Monzinho montou Dash Ta Victory LW (Victory Fly VM x Hot In Famous por Dash Ta Fame) competindo contra 75 conjuntos e também ficou no TOP FIVE graças ao tempo de 17,369 segundos. Na Amador Camila de Assis montando EF Triunfo Shady (EF Shady Brown x Effort Zana x Effort Decree) fez 17,276 segundos e foi reservada campeã da categoria. Na categoria Máster, o titular da fazenda Thomas Souza montou Just Like Victory LW (Victory Fly VM x Raina Macanuda KRB por Sucesso SKR) e com uma bela passada garantiu a quarta colocação com o tempo de 17,976 segundos.
Durante a categoria Feminina, duas colocações entre as cinco melhores, Camila Martins montando EF Triunfo Shady ficou com a quarta colocação com o tempo de 17,334 segundos e conduzindo Best Beaver fez 17,195 segundos e ficou com o título de reservada campeã.
A última categoria do evento foi a Tira Teima que contou com 95 inscritos, mais uma vez Fishers Down Dash e Marcos Monzinho se destacaram e com 17,046 segundos assumiram a terceira colocação e garantiram o sétimo TOP FIVE do evento. Ao todo foram quatro pódios, três títulos de reservados campeões e um de campeões para a Equipe FNSL.
Fishers Down Dash é atualmente o macho mais rápido do Brasil, líder das estatísticas pelo ranking do SGP Sistema com mais de R$ 225 mil em ganhos e em 2012 foi o animal mais pontuado em três tambores pela ABQM conquistando 173 pontos por registro de mérito.
A FNSL parabeniza o conjunto Ronildo Filho e Joe Fly Leo (Victory Fly VM x ST Lena Leo por Briganlena) pela passada espetacular que por pouco não ultrapassou a barreira dos dezesseis segundos, com certeza esse conjunto promete!
Para mais informações sobre a equipe da FNSL acessem www.lwagricola.com
Por Halysson Pontes

fonte: Camila de Oliveira

Mais duas fabricantes convocam recall de leite contaminado no RS


Campanha de devolução abrangem cerca de 894 mil unidades do produto.
Lotes estão entre os condenados pela Operação Leite Compensado.

Do G1 RS

Mais duas fabricantes de leite contaminado por ureia e formal convocaram o recall de seus produtos, informou nesta sexta-feira (31) a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão vinculado ao Ministério da Justiça. Os lotes somam cerca de 894 mil unidades do produto.
Segundo a Senacon, a empresa Goiasminas vai recolher 774 mil lotes unidades do leite das marcas Italac Integral e Desnatado, com numeração de lote compreendida entre os intervalos L 05 KM3 e L 23 KM1, fabricados entre 30 de outubro de 2012 e 09 de novembro de 2012 e válidos até 08 de abril de 2013.
Já a empresa Líder vai recolher cerca de 120 mil unidades do leite da marca Líder UHT Integral, do lote TAP1MB, fabricado em 17 de dezembro de 2012. A data de validade não foi informada.
Na terça-feira (28), a Vonpar, fabricante da marca Um-Mu, já havia convocado o recall de 990 mil litros de leite, dos lotes 3ARC, 1AJL e 1CPF, fabricadas nos dias 18 de janeiro, 19 e 20 de fevereiro de 2013, respectivamente. Apenas a fabricante do leite Latvida não convocou o recall, mas os produtos foram retirados do mercado, segundo as autoridades.
Todos os lotes foram contaminados pela adição de água e ureia, conforme a revelou a Operação Leite Compensado, deflagrada pelo Ministério Público (MP) para investigar a adulteração do leite cru no Rio Grande do Sul. A fraude era feita por um grupo de transportadores.

Em nota, a Líder informou que o lote em questão foi retirado "completamente" do mercado em fevereiro deste ano, assim que a companhia tomou conhecimento da possibilidade de existir um problema de qualidade.  A reportagem contatou a Goiasminas e aguarda o posicionamento.
Conforme o Código de Defesa do Consumidor, os clientes que adquiriram esses produtos podem trocar a qualquer momento de forma gratuita. Informações sobre os procedimentos podem ser obtidos pelos telefone 0800 629 988 (Italac), 0800 724 4100 (Líder) e 0800 517 542 (Mu-Mu) ou pelos endereços eletrônicos sac@italac.com.br, sac@lideralimentos.com.br ou www.vonparalimentos.com.br.

Expofrísia, no PR, reúne vacas destaques na produção de leite


Gado de leite é o forte da feira realizada em Carambeí.
Evento é tradicional na região que abriga colônia holandesa.

Do Globo Rural

As novidades da pecuária leiteira estão em destaque na exposição em Carambeí, centro-sul do Paraná.
Esta é a nona edição do evento, um prato cheio para os criadores, com ciclo de palestras, mostra de implementos agrícolas e, claro, a troca de experiência com outros produtores.
São os animais que chamam a atenção, as vacas impressionam pelo porte e pela beleza.
Para entender a produção atual, o visitante da exposição tem a oportunidade de conhecer um museu, que representa uma vila de imigrantes holandeses no início do século passado. Há também uma réplica da primeira cooperativa de leite instalada no Paraná.
As peças mostram a evolução desde a década de 20, quando o leite era transportado em latões, até os dias de hoje, com toda a modernidade das indústrias.
O criador João Guilherme Brenner fala sobre a tecnologia e o investimento que é feito nos animais

Em SP, horta comunitária criada em praça pública dá resultados


Praças públicas são muitas na cidade, mas uma delas tem algo especial.
Ideia surgiu de um grupo criado pela internet: os Hortelões Urbanos.

Do Globo Rural

Em plena Vila Madalena, zona oeste de São Paulo, dentro de uma praça, um cantinho de 800 metros quadrados foi transformado em roça.
A Horta das Corujas, como é conhecida, foi criada em julho do ano passado. A prefeitura autorizou e aos poucos os moradores foram experimentando os mais variados cultivos. São muitos temperos e hortaliças como couve, pimentão, rabanete, alface e alho. Tem até pé de milho, de feijão e de mandioca.
Ninguém é agrônomo, um aprende com o outro. Quem sabe um pouco mais divide o conhecimento. Izailde Gonçalves conta que cresceu plantando mandioca e feijão no município de Irecê, na Bahia. Há 22 anos em São Paulo, ela nem imaginava reviver àquele tempo.
A felicidade dela é a mesma de quem dá os primeiros passos no campo. Théo, de três anos, observa tudo e, na prática, descobre uma nova hortaliça, o almeirão.
A horta é bem democrática, mas existem algumas regrinhas de convivência. Cachorros devem ficar do lado de fora e o espaço é todo cercado. O portão não tem chave, mas, claro, deve permanecer fechado. As ferramentas de trabalho foram todas doadas e são de uso comum. Qualquer pessoa pode ir, mexer na terra, plantar ou simplesmente colher e levar para casa.
A ideia da horta não é o abastecimento de alimentos e sim, o incentivo ao contato com a terra.

A jornalista Claudia Visoni é uma das fundadoras da horta e está encantada com os primeiros resultados.
Parte do adubo vem da composteira, que já existia na praça antes da horta. Os moradores ainda recebem doação de compostagem pronta de um shopping center e esterco do Jóquei Clube de São Paulo.
Outro privilégio é a água, o terreno tem várias nascentes. A água foi aprovada pela Companhia de Saneamento de São Paulo para uso na agricultura. Os voluntários instalaram cacimbas, mas a rega é quase toda manual, só em alguns canteiros, eles começaram a testar as mangueiras de gotejamento.
Madalena Buzzo hoje trabalha com o mercado financeiro, mas já morou em sítio e é uma das mais atuantes na Horta das Corujas. "Este é um espaço em eterna construção, é uma convivência que ajuda a gente a mostrar um tempo diferente na nossa própria vida", diz.
Os Hortelões Urbanos também criaram outras hortas comunitárias em São Paulo. Nos fins de semana, os voluntários fazem mutirões para cuidar das plantações. O grupo é aberto para quem quiser participar ou até mesmo dar dicas de cultivo.
Hortas Comunitárias em São Paulo:
Horta das Corujas (próximo à Av. das Corujas, Vila Madalena) - todos os finais de semana alternando sábados e domingos a partir das 10h. Mais informações no blog http://hortadascorujas.wordpress.com/
Horta do Ciclista (Av. Paulista entre a Bela Cintra e a Consolação, canteiro central) - primeiro domingo do mês, a partir de 12h.
Horta da Vila Pompeia (Rua Francisco Bayardo, perto da Av. Pompeia) - todo domingo a partir de 10h30 com café-da-manhã comunitário.
Horta da Vila Anglo (Praça Antonio Resk, perto da Rua Heitor Penteado) - todo sábado a partir de 10h e terças, às 9h.
Horta do CCSP (Centro Cultural São Paulo, metrô Vergueiro) - último domingo do mês a partir de 9h com café-da-manhã comunitário.

No RN, volta da chuva faz as árvores floresceram, atraindo as abelhas


No sertão do estado tem chovido com mais regularidade.
Paisagem da caatinga já mudou.

Do Globo Rural
Na região de Apodi, no oeste do Rio Grande do Norte, a apicultura estava praticamente parada desde julho de 2012.
Com as chuvas do final de abril e início de maio, a situação mudou. As flores voltaram a brotar e agora as abelhas têm alimento na caatinga.
As chuvas animaram os apicultores, mas não serão suficientes para recuperar por completo a produção de mel no Rio Grande do Norte. O repovoamento das colmeias não acontece de um dia para o outro, é necessário um tempo para as abelhas voltarem.
A expectativa, mesmos assim, é boa, se a chuva continuar colaborando, a produção de mel no estado em 2013 deve ficar entre 500 e 600 mil quilos, metade do que foi produzido em 2010, último ano de boa colheita.
Das 100 colmeias que mantém em Apodi, o criador Urbano só conseguiu colher mel em duas no ano passado, enquanto em época de bom inverno, a produção do apicultor chegava a mil quilos por ano. Em 2013 ele espera colher pelo menos a metade desse total. “Eu tenho esperança que vou recuperar minhas abelhas de volta”, diz.

Reintegração de posse é marcada por violência em MS

Confronto terminou com a morte de um índio e vários feridos.
Área estava invadida desde o dia 15 de maio.

Do Globo Rural

A polícia começou a cumprir a reintegração de posse determinada pela Justiça Federal em Mato Grosso do Sul no início da manhã de quinta-feira (30).
Os índios se recusaram a deixar a fazenda Buriti e o confronto se instalou. Foram nove horas de tensão. Os índios atacaram com pedras e pedaços de pau. A polícia, com armas e bombas de gás lacrimogêneo.
O repórter Osvaldo Nóbrega e o cinegrafista Osni Miranda, que conseguiram chegar à área do conflito por uma rota alternativa, foram feitos reféns pelos índios e liberados à tarde. Quatro policiais também foram feridos durante o confronto. O repórter cinematográfico Osni Miranda foi atingido por um tiro de borracha, mas passa bem.
Durante o confronto, um índio morreu. Oziel Gabriel tinha 36 anos e era pai de dois filhos. O hospital que prestou socorro disse que ele foi atingido por um tiro que perfurou o fígado.
Segundo a Funai, 10 índios ficaram feridos. Três menores de idade foram apreendidos e 14 índios foram presos.
O dono da fazenda Buriti, Ricardo Augusto Bacha, não quis se pronunciar sobre a reintegração. A fazenda faz parte de uma área de 17 mil hectares reivindicada pelos índios há pelo menos 13 anos. Em 2010, o Ministério da Justiça deu posse permanente aos terenas, só que não houve demarcação, nem homologação. Em junho do ano passado, a Justiça Federal reconheceu que a área é dos produtores rurais.
O superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul, Edgar Marcon, disse que vai abrir uma investigação para apurar o caso na fazenda Buriti.
Em Brasília, o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, lamentou o confronto e também falou sobre o inquérito que vai apurar as responsabilidades no caso.

No Rio, ministro da Justiça confirma veto da caxirola na Copa


José Cardozo disse que chocalho é 'inadequado' em relação à segurança.
Anúncio foi feito na segunda-feira (27) e confirmado nesta sexta (31).

Do G1 Rio

'Caxirola', a vuvuzela brasileira, ganha apoio e vira projeto do governo federal (Foto: Divulgação)Caxirola, criada para ser a 'vuvuzela brasileira', pode
ser barrada na Copa (Foto: Divulgação)
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, confirmou nesta sexta-feira (31), durante a inauguração do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova, Centro do Rio, que vai realmente vetar as caxirolas, chocalho criado pelo músico Carlinhos Brown para a Copa do Mundo. De acordo com Cardozo, o instrumento não é seguro e que, por este motivo, será impedido de ser utilizado nos estádios da Copa das Confederações e no Mundial de 2014. A decisão foi tomada após uma análise técnica do instrumento.

"Houve uma posição técnica da Secretaria de Grandes Eventos em relação à caxirola, que entendia que do ponto de vista técnico de segurança pública, a caxirola não seria adequada para que pudesse adentrar os estádios. Esse estudo técnico está mantido e foi encaminhado para a coordenação da Copa e deve ser mantido", disse o ministro.
Na segunda-feira (27), o Comitê Organizador Local (COL) anunciou que o instrumento estava vetado para o amistoso entre Brasil e Inglaterra, no próximo domingo (2), no Maracanã. O anúncio foi feito durante coletiva para divulgação do esquema operacional do confronto e, segundo Hilário Medeiros, gerente de segurança do COL, o comitê esperava proibir também o instrumento durante a Copa das Confederações e da Copa do Mundo.

A The Marketing Store, fabricante e distribuidora da caxirola, afirmou na terça-feira (28), em nota, que ainda estava negociando com o Governo Federal a presença do instrumento nos estádios durante a competição.
O questionamento em torno da caxirola começou após evento-teste da nova Arena Fonte Nova, em Salvador, quando torcedores atiraram as caxirolas no gramado.

Cabral: Maracanã estará 'totalmente seguro'
Também na inauguração do CICC, o governador do Rio, Sérgio Cabral, disse que o Maracanã estará absolutamente seguro e que a polícia estará presente durante o amistoso Brasil x Inglaterra que acontece neste domingo (2). Esse será o último evento teste do estádio antes da Copa das Confederações, que será realizada de 15 a 30 de junho.
“O Maracanã é tombado, nós mantivemos todas as características dele. Foi um trabalho difícil e o local está absolutamente seguro. A polícia estará presente com o efetivo durante a partida entre Brasil e Inglaterra", disse.
Justiça revoga liminar
A Justiça do Rio revogou, na noite de quinta-feira, a liminar que suspendia o amistoso. Cabral disse que todas as questões burocráticas em torno do estádio já foram elucidadas.
“O estádio estava aquém dos outros, estava defasado. Quando assumimos já tinha uma obra em andamento, mas não era satisfatória. Estamos entregando um estádio que eu acredito que seja um dos melhores do mundo. Será um local para entretenimento de toda a família".

De acordo com a assessoria de imprensa do governador, o laudo não havia sido entregue à Superintendência de Desportos do Rio (Suderj) por falha burocrática. Com a cassação da liminar, a partida está confirmada.
Maracanã iluminado após reforma (Foto: Marcos Estrella/TV Globo)Maracanã iluminado após reforma (Foto: Marcos
Estrella/TV Globo)
Suspensão a pedido do MP
Na tarde de quinta, o plantão judiciário do Tribunal de Justiça do Rio havia concedido liminar suspendendo o amistoso entre Brasil e Inglaterra no Maracanã. O pedido foi feito pelo Ministério Público estadual, que alegou falta de segurança para o público, e aceito pela juíza da 13ª Vara de Fazenda da Capital, Adriana Costa dos Santos, que responde pelo plantão judiciário.

Entenda o caso
Na decisão que suspendia a partida, a juíza determinava que fossem apresentados laudos que comprovando que o Maracanã está apto a receber torcedores sem que haja risco de segurança. "Afinal, a não concessão da liminar requerida se afiguraria bem mais gravosa do que seu deferimento, já que o jogo seria realizado sem se averiguar se há condições satisfatórias nos quesitos de segurança e higiene, podendo colocar em risco a segurança dos que lá estiverem", afirmou a juíza Adriana Costa dos Santos, que havia concedido a liminar.
A Justiça havia fixado ainda multa de R$ 1 milhão para cada jogo ou evento realizado irregularmente, antes da liberação do Maracanã para receber torcedores.
Falta de segurança
O MP-RJ  entrou com uma ação civil pública em face da Confederação Brasileira de Futebol, Comitê Organizador Brasileiro Ltda (COL) e José Maria Marin, presidente da CBF, pedindo a proibição da realização de jogos e eventos no estádio do Maracanã, inclusive o amistoso entre Brasil e Inglaterra, até que sejam apresentados, em sua integralidade, os laudos técnicos que comprovem que o estádio está em condições de sediar jogos e eventos. A Promotoria alega preocupação com a segurança dos torcedores.
O Ministério Público ainda informou, na petição inicial, que não foram entregues os laudos de vistoria de engenharia, de prevenção e combate a incêndio, condições sanitárias e de higiene, fundamentais para se atestar a segurança e viabilidade do estádio para realização de eventos. A Promotoria ressaltou ainda que, até o mês de abril de 2013, a vistoria realizada pela Policia Militar indicava que o Maracanã não estava apto a receber público para eventos, em virtude das inúmeras restrições. O MP-RJ alegou na ação que o jogo realizado no dia 27 de abril (Amigos de Bebeto contra Amigos de Ronaldo) mostrou que havia inúmeros problemas.
Maracanã em obras (Foto: André Mourão/ Agência O Dia)Maracanã em obras na noite desta quinta-feira (Foto: André Mourão/ Agência O Dia)

Ministério da Saúde lidera ranking de maiores anunciantes governamentais


Levantamento foi divulgado pelo 'Meio & Mensagem'.
Gasto da Saúde com propaganda subiu para R$ 126 milhões em 2012.

Do G1, em São Paulo

O Ministério da Saúde foi o maior anunciante do país em 2012, destinando à propaganda no ano passado R$ 126 mihões, segundo o ranking Agências e Anunciantes, elaborado a partir docruzamento dos dados do Projeto Inter-Meios e do Ibope Medi e divulgado nesta semana pelo grupo "Meio & Mensagem".
Os gastos da Saúde com mídia aumentaram 16%, na comparação com o investimento feito no ano anterior (R$ 109 milhões), quando a pasta ficou em segundo lugar no ranking, atrás do Ministério da Educação.

Em 2012, os ministérios trocaram de posição no ranking. A Educação ficou em segundo lugar, com gastos de R$ 117 milhões, recuo de 2% na comparação com 2011.
O governo federal se manteve na 3ª posição, com investimento em propaganda de R$ 115 milhões em 2012, uma alta de 51% na comparação com o ano anterior.
Na quarta e na quinta posição, respectivamente, ficaram o governo do estado de São Paulo e a prefeitura de São Paulo, com desembolsos de R$ 56 milhões e R$ 41 milhões.
Completam o top 10 do ranking: Sabesp (R$ 39 milhões), goveno do estado da Bahia (R$ 38 milhões), Departamento Nacional de Trânsito (R$ 37 milhões), Ministério da Defesa (R$ 27 milhões) e goveno do Distrito Federal  (R$ 27 milhões).
Segundo o levantamento do "Meio e Mensagem", os 15 maiores anunciantes governamentais investiram em 2012 R$ 735 milhões. No ano anterior, os gastos dos 15 maiores somou R$ 630 milhões.

Governo publica decreto que mantém desconto na conta de luz


Dispositivo substitui efeito de MP que não foi votada pelo Senado.
Decreto adianta R$ 2,8 bilhões a empresas de energia para cobrir custos.

Do G1, em Brasília

O decreto que garante os descontos na conta de luz foi publicado na quarta-feira (29), em edição extra do "Diário Oficial da União". O dispositivo foi a maneira encontrada pelo governo federal para manter os abatimentos previstos na medida provisória 605, que não foi votada pelo Senado e perde a validade no dia 3 de junho. A redução da tarifa de energia elétrica foi anunciada em setembro do ano passado pela presidente Dilma Rousseff.
Em entrevista na quarta, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, explicou que o decreto presidencial possibilita à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizar à Eletrobras o uso dos recursos da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para que sejam enviados às distribuidoras de energia elétrica. O adiantamento envolverá um total de R$ 2,8 bilhões, segundo ele, e também contemplará repasses que usinas térmicas teriam a receber entre junho e dezembro deste ano.
No início da semana, a MP que garantia os descontos foi aprovada na Câmara, mas o Senado não votou o texto. O presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que os senadores não vão mais analisar matérias que cheguem ao Senado menos de sete dias antes de perderem a validade, como era o caso da MP 605.
A estratégia do governo para substituir a medida provisória foi incluir os dispositivos dela em outra MP que tramita no Congresso, a 609, que trata da cesta básica. Enquanto a nova MP não é aprovada, o decreto que possibilita o adiantamento dos repasses serve para manter os descontos na energia elétrica.
Desconto na conta de luz
A redução das tarifas de energia elétrica foi anunciada em setembro do ano passado pela presidente Dilma Rousseff. Após o anúncio, a lei 12.783, que renovou as concessões do setor de energia e permitiu o barateamento da conta de luz dos brasileiros, foi sancionada em janeiro.
Para os consumidores residenciais, a conta de luz caiu, em média, 18%. Para indústria, agricultura, comércio e setor de serviços, o desconto alcançou até 32%.
Para bancar a queda no custo da conta de luz, o governo deve gastar R$ 19 bilhões em indenizações às empresas do setor elétrico e mais R$ 3 bilhões por ano para o fundo criado para compensar as reduções de encargos.
Ao anunciar a queda das tarifas, o governo ofereceu a todas as transmissoras e distribuidoras de energia elétrica brasileiras que tinham contratos vencendo até 2017 a possibilidade de renovarem as concessões antecipadamente. Em contrapartida, impôs novas condições, pagando menos pelos serviços.
A renegociação desses contratos era indispensável para o Executivo conseguir baixar as tarifas para os consumidores. Porém, algumas empresas, especialmente aquelas sediadas em estados administrados por partidos que fazem oposição ao governo federal, se recusaram a acatar as condições do Palácio do Planalto.
Para viabilizar os descontos de energia elétrica, Dilma decidiu publicar a medida provisória que garantiu recursos para compensar a diferença financeira gerada no momento em que parte das concessionárias não aceitou prorrogar os contratos em troca de uma menor remuneração.

Leilão da adega da presidência francesa rende R$ 1,9 milhão


1.200 garrafas de vinhos, conhaques e champanhes foram leiloados.
Em época de crise, presidência pretende investir em vinhos mais modestos.

Da France Presse

O leilão de parte do acervo da adega do Palácio do Eliseu, sede da presidência francesa - 1.200 garrafas de vinhos, conhaques e champanhes - arrecadou nesta quinta e sexta-feira (30 e 31) 718.800 euros, ou R$ 1,94 milhão, o dobro do valor estimado, informou o encarregado da venda.
Algumas das garrafas de vinho da adega do Palácio do Eliseu, que foram leiloadas na França nesta quinta e sexta. (Foto: Eric Feferberg/AFP Photo)Algumas das garrafas de vinho da adega do Palácio do Eliseu, que foram leiloadas na França nesta quinta e sexta. (Foto: Eric Feferberg/AFP Photo)
Entre os lotes que obtiveram maior sucesso, uma garrafa de Petrus 1990, avaliada entre 2.200 e 2.500 euros, foi arrematada por 7.625 euros.
Duas garrafas de Château Latour 1982 avaliadas em 2.000/2.200 euros foram compradas por 4.625 euros.
Na quinta-feira, o leilão havia obtido 295.663 euros, incluindo dois Petrus 1990 arrematados por 5.500 e 5.800 euros.
Segundo Ghislaine Kapandji, da casa Kapandji-Morhange, encarregada do leilão no Hotel Drouot, os compradores surgiram de "todo o mundo".
O Eliseu decidiu leiloar parte da adega criada em 1947 para prosseguir com sua renovação, segundo a chefe sommelier do Palácio, Virginie Routis.
Nestes tempos de crise, o Eliseu afirma que quer reinvestir os recursos do leilão em vinhos mais modestos, e que o excedente "será entregue ao orçamento do Estado".

Apesar de atuação do BC, dólar fecha no maior valor desde maio de 2009


Moeda norte-americana subiu 1,36% e fechou a R$ 2,1424.
BC voltou a intervir no mercado pela 1ª vez desde o final de março.

Do G1, em São Paulo
O dólar fechou nesta sexta-feira (31) em alta, pelo 5º pregão consecutivo, na maior cotação em mais de quatro anos, apesar de o Banco Central ter voltado a intervir no mercado pela primeira vez desde o final de março.
A moeda norte-americana fechou o último pregão do mês com avanço de 1,36%, para R$ 2,1424 na venda, nível não visto desde 5 de maio de 2009, quando fechou a R$ 2,149 diante da profunda crise financeira que assolava o mundo naquele momento.
O dólar encerrou o mês com valorização de 7,04%. Foi a maior alta mensal desde setembro de 2011, quando o ganho ficou em 18,15%. No acumulado do ano até maio, a moeda acumula alta de 4,78%.
Após o BC ter anunciado,  no início da tarde, um leilão de swap cambial tradicional - equivalente a uma venda de dólares no mercado futuro -, a moeda chegou a desacelerar para R$ 1,1189 na venda, mas em seguida voltou a ganhar força.

Segundo analistas, a ação do BC visou frear o movimento especulativo impulsionado pela formação da Ptax, mas que ainda é cedo para entender qual seria eventual novo teto para a divisa norte-americana.
"Ainda é cedo para estabelecer em qual nível o BC quer o dólar... Mas já sinaliza que não vai deixar o dólar rolar muito mais do que isso", afirmou à Reuters o operador da Intercam Corretora Glauber Romano.
O Banco Central vendeu 17.600 contratos, da oferta de 30 mil, que somaram US$ 876,7 milhões respondendo por 59% do volume ofertado. A última vez que a autoridade monetária interveio no mercado de câmbio foi no final de março deste ano, quando o dólar se aproximava de R$ 2,03 no intradia.
Os mercados mundiais estão reagindo à possibilidade de o Federal Reserve, banco central norte-americano, reduzir em breve seu estímulo monetário diante dos sinais de recuperação da maior economia do mundo. Caso tomada, essa decisão limitaria a oferta de dólares nos mercados mundiais, pressionando para cima as cotações da divisa dos Estados Unidos.
Nesta sexta-feira, essa avaliação ganhou força com a divulgação de que a confiança do consumidor norte-americano chegou ao maior nível em quase 6 anos.
A alta da moeda veio também com a briga pela formação da Ptax de maio, cujo fechamento foi por volta das 13h, e com a valorização da divisa no exterior, ofuscando a alta da Selic a 8%, que tende a elevar a atratividade do país para investidores estrangeiros.

Benelli cria sua primeira bicicleta elétrica, a Classica


Modelo chega a 25 km/h e tem autonomia de 70 km.
Fabricante de motos terá presença no Salão Duas Rodas 2013.

Do G1, em São Paulo

Benelli Classica, com rodas de 28 polegadas (Foto: Divulgação)Benelli Classica, com rodas de 28 polegadas (Foto: Divulgação)
A fabricante de motos italiana Benelli apresentou, na Europa, a sua primeira bicicleta elétrica. Chamada de Classica, o modelo possui velocidade máxima de 25 km/h e autonomia de 70 km. De acordo com a empresa, a bicicleta é do tipo "pedelec", no qual o motor elétrico auxilia as pedaladas e não possui acelerador. A Classica possibilita a opção de 4 modos de potência por meio de comando localizado no punho esquerdo.
Para recarregar totalmente a bateria, são necessárias de 4 horas a 6 horas ligada à tomada. Seu câmbio é de 8 marchas e existem dois tamanhos de rodas: 26 e 28 polegadas. A empresa, que estará presente no Salão Duas Rodas 2013, não informou se o produto será vendido no Brasil.
Após terminar sua parceria com o Grupo Izzo, a Benelli ficou sem presença oficial no Brasil, que tem seu retorno marcado para o salão, que será em São Paulo, de 8 a 13 de outubro, no Anhembi. A empresa faz parte do grupo Chinês Qjian Jiang, também dono da Keeway, outra marca confirmada para a feira.
Benelli Classica, com rodas de 26 polegadas (Foto: Divulgação)Benelli Classica, com rodas de 26 polegadas (Foto: Divulgação)

Fusca é transformado em conversível e família sonha em regularizar o carro


Francisco Machado morreu um ano depois de modificar o fusca.
Irmãos do mecânico dizem que carro é inegociável.

Rayssa Natani Do G1 AC

Fusca conversível (Foto: Crispim Machado/Arquivo Pessoal)Fusca 1984 foi transformado em conversível por Francisco Machado (Foto: Crispim Machado/Arquivo Pessoal)
Apaixonado por carro antigo, Francisco Machado, natural de Cruzeiro do Sul, estudou mecânica no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Acre. Em 2010, comprou um fusca 1984 e transformou em um conversível. Mas, Francisco faleceu em 2011, vítima de um AVC, aos 51 anos. Agora os irmãos Crispim e Ismael Machado sonham em regularizar o veículo.

“O carro ficou com a gente de herança. É a lembrança mais viva e presente que a gente tem dele. E ninguém vende nem troca. É inegociável”, diz Ismael. Segundo ele, Francisco fez a maior parte do trabalho sozinho.  “Ele conhecia de engenharia elétrica e de mecânica. Tinha conhecimento empírico. Mas foi o Senai que deu toda a base para ele”, relembra.
  •  
Fusca conversível (Foto: Crispim Machado/ Arquivo pessoal)Sobrinha de Francisco chegou ao aniversário de 15
anos no fusca para homenagear o tio
(Foto: Crispim Machado/ Arquivo pessoal)
Embora as características originais tenham sido mantidas, algumas adaptações foram feitas  para transformar o fusca em um carro único. As modificações custaram aproximadamente R$ 10 mil. Francisco trocou as rodas, mandou cortar o teto e deixou o carro com apenas dois lugares, diminuindo 60 centímetros do comprimento.
“Inicialmente a ideia era dar o carro de presente para a filha dele. Ele diminuiu o carro porque tinha medo que ela andasse com muita gente dentro do veículo”, conta Crispim.

No aniversário de 15 anos da filha de Crispim, Laryssa Machado, em 31 de julho de 2012,  a família fez uma homenagem a Francisco. “Ela entrou no buffet da festa de debutante ao meu lado dentro do fusquinha. Foi uma forma de homenagear meu irmão Francisco”, conta.
Regularização
Mas os irmãos Machado não podem andar com o fusca normalmente pelas ruas. Por ter passado por modificações, o carro precisa ser regularizado. Ao procurar o Detran/AC, eles desanimaram. “Lá fomos informados que o carro tem que passar por uma perícia para receber um laudo por uma empresa de fora. Mas infelizmente a gente não está em condições de mandar esse veículo para lá”, lamenta.
Eudivon Montefusco, técnico do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) no Acre explica que o veículo que passou por um procedimento de transformação precisa ter o  Certificado de Adequação ao Trânsito (CAT) para ser regularizado. "Um engenheiro mecânico faz o laudo e homologa junto ao Inmetro. Então é expedido o CAT e alterado o cadastro do veículo", explica.

Ainda segundo Eudivon, este procedimento só poder ser realizado em Campinas, São Paulo, e no Paraná. "Poucas empresas possuem o selo do Inmetro para fornecer este certificado. A família Machado teria que se deslocar com este veículo para obter", diz.

Toyota vê 'boa chance' de Lexus bater recorde de vendas neste ano


Marca de luxo da montadora japonesa tem os EUA como mercado nº 1.
Maior volume, até hoje, foi em 2007, quando emplacou 518,2 mil carros.

Do G1, com informações da Reuters
Showroom da Lexus em Tóquio (Foto: Toru Hanai/Reuters)Showroom da Lexus em Tóquio
(Foto: Toru Hanai/Reuters)
A Toyota vê uma "boa chance" de que a Lexus, divisão de luxo da montadora japonesa criada em 1989, bata seu recorde de vendas neste ano. O iene mais fraco tem deixado a marca mais atraente sobretudo em seu maior mercado, os Estados Unidos.
A moeda japonesa perdeu cerca de 20% de seu valor em relação ao dólar norte-americano desde meados de novembro, proporcionando um benefício para marcas como a Lexus.
O recorde de vendas dela foi em 2007, quando 518.200 veículos foram emplacados em todo o mundo. Nesta sexta-feira (31), quando perguntado se a empresa poderia superar esta marca, o vice-presidente executivo da Lexus Internacional, Mark Templin, disse à Reuters que "há uma boa chance disso neste ano".
"O Lexus pode ser um contribuinte vital para a rentabilidade global da Toyota. Temos um plano de negócios para isso", disse Templin. A Lexus foi a principal marca de luxo vendida nos Estados Unidos até 2011, quando um enorme terremoto e o tsunami no Japão afetaram a produção de todo o grupo.
Globalmente, as vendas de Lexus foram atingidas pela crise financeira de 2008 e pelo iene, que até recentemente permanecia alto e não-competitivo para os exportadores.
No ano passado, as vendas começaram a se recuperar. Foram emplacados 476.500 carros da marca. uma alta de quase 18% sobre 2011.
A Lexus voltou a vender no Brasil também no ano passado, quando abriu uma loja em São Paulo.

Menos de 1 ano depois, Chevrolet retoca a nova geração do Malibu


Linha 2014 do sedã recebe pequenas mudanças visuais.
Também há melhorias no interior e nos motores.

Do G1, em São Paulo

Chevrolet Malibu 2014 (Foto: Divulgação)Chevrolet Malibu 2014 foi revelado nesta sexta (31) em Detroit (Foto: Divulgação)
A Chevrolet revelou nesta sexta-feira (31), em Detroit, nos Estados Unidos, o Malibu 2014. O sedã traz algumas mudanças menos de 1 ano depois de a oitava geração ter sido lançada, ou seja, bem antes que as tradicionais reestilizações de meio de vida dos modelos. Situação semelhante aconteceu com o Honda Civic, também no mercado-norte-americano, no ano passado.
A linha 2014 do Malibu tem algumas modificações visuais e melhorias no espaço interno e nos motores. Os preços ainda não foram divulgados.
A GM não admite que o modelo estava sendo alvo de críticas, como relata a imprensa especializada do país. Diz apenas que fez modificações no carro porque não quer ficar acomodada. “O segmento de sedãs médios é o mais concorrido na indústria, e não quisemos ficar parados com o Chevrolet Malibu 2014", diz Mark Reuss, presidente da montadora na América do Norte.
Chevrolet Malibu 2013 e 2014 (Foto: Divulgação)Grade frontal é a principal mudança visual;
acima, a nova e, abaixo, a do Malibu 2013
(Foto: Divulgação)
Pequenas mudanças
No visual, a principal mudança está na grade frontal, que foi refeita, com a parte inferior mais proeminente e a parte de cima se conectando com o capô.
No interior, os encostos dos bancos da frente foram redesenhados; o assento traseiro tem melhorias no enchimento e no revestimento. Quem viaja atrás passa a ter 31,7 milímetros a mais de espaço para os joelhos.
O console central também foi revisado e agora o encosto para os braços é mais comprido e foram acrescentados um par de porta-copos e compartimentos para 2 celulares.
Start/stop
O motor 2.5 litro Ecotec (198 cavalos) passa a contar com sistema start/stop (que desliga o motor temporariamente quando o carro para num semáforo, por exemplo), que deve contribuir para economia de 5% no consumo de combustível, e também houve melhorias na transmissão automática.
O bloco 2.0 turbo (262 cv) agora entrega 14% mais torque que o seu antecessor: 40,7 kgfm. Segundo a GM, isso resulta em mais aceleração a partir do repouso e mais sensação de potência em todos os tipos de condução.
Também houve alterações na suspensão, direção elétrica e freios. O modelo ganhou ainda outros dois alertas de segurança, um para pontos cegos e outro para evitar colisões traseiras.
A GM ainda estuda importar a nova geração do Malibu no Brasil. A montadora apresentou a linha 2013 a um grupo de jornalistas do país durante o Salão de Detroit (leia impressões), em janeiro passado, quando o presidente Dan Akerson já havia admitido que seriam feitas mudanças, inclusive alterações na frente carro: "nada dramático", disse à época.
Chevrolet Malibu 2014 (Foto: Divulgação)Chevrolet Malibu 2014 (Foto: Divulgação)
 

Toyota divulga nova foto parcial do Corolla, que será lançado na quinta


Nova geração do sedã é um dos carros mais aguardados neste ano.
Detalhe da grade aponta que ele segue linhas do conceito Furia.

Do G1, em São Paulo

Toyota Corolla novo teaser (Foto: Divulgação)Novo teaser mostra farol de milha e detalhe da grade do Corolla (Foto: Divulgação)
Seguindo a tendência do lançamento a conta-gotas, a Toyota divulgou mais uma foto parcial do novo Corolla nesta sexta-feira (31). Um dos carros mais aguardados do ano, o sedã, em sua nova geração, será apresentado por inteiro na próxima quinta (6).
Junto com a imagem, a montadora postou a mensagem "Você está preparado para um visual totalmente novo, por dentro e por fora?".
A nova foto mostra um farol de milha e uma parte da grade frontal do sedã. O contorno lembra bem o do conceito Furia, apresentado pela Toyota no Salão de Detroit, nos Estados Unidos, em janeiro passado, e que serviria de base para a nova geração do Corolla.

Em outro teaser, há uma semana, a montadora japonesa mostrou uma lanterna traseira.
A expectativa é que o "carro-chefe" da montadora no mundo venha com linhas mais agressivas. Ao falar sobre o Furia no salão, a Toyota disse que o estilo buscou ser mais “dramático e expressivo”, bem diferente dos atuais produtos da empresa.
A fabricante divulgou que o carro-conceito foi construído em torno do tema “Iconic Dynamism”, ou dinamismo icônico, em português. O resultado é uma estética com muita mais esportividade e modernidade do que o Corolla atual, apresentando semelhanças com o Honda Civic, seu principal rival.
Toyota Corolla Furia Concept (Foto: Luciana de Oliveira/G1)Toyota Corolla Furia Concept
(Foto: Luciana de Oliveira/G1)
As rodas de alumínio do Toyota Furia são de 19 polegadas; as lanternas e os faróis possuem elementos de LED, com desenhos. O modelo possui pequeno aerofólio em sua traseira, que tornou-se bem curta. Elementos de fibra de carbono estão presentes nas rodas e saias laterais.
Sem revelar detalhes da mecânica e eletrônica empregados no Furia, a empresa divulgou suas dimensões, mostrando que o Corolla deverá crescer. O comprimento do conceito é de 4,62 metros, enquanto o a distância entre-eixos apresenta 2,70 metros – a geração atual do sedã vendida no Brasil tem 4,54 metros de comprimento e 2,60 metros de entre-eixos.
Mais vendido
O Corolla é apontado em listas de consultorias como um dos carros mais vendidos do mundo -disputa o trono com o Ford Focus. Diferentes metodologias dão vitória a um ou outro, levando ou não em conta suas versões e derivados que têm outros nomes.
Compare o atual Corolla e o conceito Furia


Toyota Corolla Furia (Foto: Divulgação)Toyota Corolla Furia (Foto: Divulgação)
Toyota Corolla XRS (Foto: Divulgação)Atual geração do Corolla vendida no Brasil(Foto: Divulgação)

Ativistas levam notebooks ao ar livre e defendem trabalho fora do escritório


Mais de 150 pessoas usaram laptops com Wi-Fi na capital da Letônia.
Evento ‘Working Everywhere’ mostra benefícios do trabalho flexível.

Da Reuters

Pessoas usam seus notebooks ao ar livre durante o evento “Working Everywhere” (“trabalhando em todos os lugares”, na tradução livre) nesta sexta-feira (31), em Riga, capital da Letônia. (Foto: Ints Kalnins/Reuters)Pessoas trabalham com seus notebooks ao ar livre durante o evento “Working Everywhere” nesta sexta-feira (31), em Riga, capital da Letônia. (Foto: Ints Kalnins/Reuters)
Mais de 150 pessoas se reuniram para trabalhar juntas, ao ar livre, com seus notebooks conectados ao ar livre durante o evento “Working Everywhere” (“trabalhando em todos os lugares”, na tradução livre) nesta sexta-feira (31), em Riga, capital da Letônia.
Pessoas trabalham com seus notebooks ao ar livre durante o evento “Working Everywhere” nesta sexta-feira (31), em Riga, capital da Letônia. (Foto: Ints Kalnins/Reuters)Grupo de mais de 150 pessoas se reuniu durante o evento “Working Everywhere” nesta sexta-feira (31), em Riga, capital da Letônia. (Foto: Ints Kalnins/Reuters)

Os ativistas participaram do evento usando laptops com acesso à internet sem fio (Wi-Fi) para demostrar os benefícios do modelo de trabalho flexível. A iniciativa ainda pode levar o grupo a entrar para o Livro Guinness de Recordes com “o maior número de pessoas trabalhando em um local específico for a do escritório”.