domingo, 18 de junho de 2017

Defesa de Lula minimiza declarações de Joesley Batista


Delator reconheceu que nunca tratou do assunto propina com o petista, mas disse que Lula e o PT de institucionalizarem a corrupção no país

BAHIA.BA
Foto: Marivaldo Oliveira/ Estadão Conteúdo
Foto: Marivaldo Oliveira/ Estadão Conteúdo

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva minimizaram as declarações do dono da JBS, Joesley Batista, que em entrevista à revista “Época” publicada neste sábado (17), disse que o petista e o partido institucionalizaram a corrupção no Brasil.
Na avaliação do advogado Cristiano Zanin, o empresário não apresentou qualquer ilegalidade cometida pelo ex-presidente. “A entrevista de Joesley Batista tem que ser entendida no contexto de um empresário que negocia o mais generoso acordo de delação premiada da história. Mesmo nesse contexto, Batista foi incapaz de apontar qualquer ilegalidade cometida, conversada ou do conhecimento do ex-presidente Lula”, disse Zanin ao jornal Valor.
Já em entrevista à revista,  com a criação de núcleos, com divisão de tarefas entre os integrantes em estatais, ministérios, bancos, fundos de pensão. “Considerações genéricas e sem provas de delatores não podem ser consideradas como dignas de crédito e não têm qualquer valor jurídico”, acrescentou o advogado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário